Dra. Maryane Veras

Dra. Maryane Veras

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

Chapadinha Gás - Liquigás

Chapadinha Gás - Liquigás

Armazem Paraíba

Armazem Paraíba

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

TRE Confirma Eliomar no Cargo de Prefeito Municipal de Água Doce do MA

A medida cautelar ajuizada pelo advogado Carlos Sérgio de Carvalho Barros, garantiu a permanência de José Eliomar Costa Dias (foto) na prefeitura municipal de Água Doce do Maranhão. O corregedor José Joaquim Figueiredo dos Anjos cassou decisão do juiz de Araioses, Marcelo Fontenele Vieira, que havia cassado o prefeito José Eliomar.

O segundo colocado nas Eleições 2008, Rocha Filho (PDT), chegou a ser diplomado e seria empossada às 17h desta quinta-feira (22). A decisão que lhe favorecia caiu uma hora antes. O advogado Carlos Sérgio, especialista em Direito Eleitoral, lidera uma banca de 08 (oito) advogados, entre eles o chapadinhense e ex-vereador Aldy Saraiva Júnior.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

CONVOCATÓRIA! ASSEMBLÉIA GERAL DO SINDCHAP

O SINDCHAP - Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Chapadinha-MA, convoca a todos(as) os(as) servidores(as) para uma Assembléia Geral Extraordinária, neste sábado, 24 de outubro, às 17 horas (cinco da tarde), na sede da Entidade, para tratar especialmente da seguinte pauta:

- VETO PARCIAL AO PROJETO DE LEI N° 14/2009 ENVIADO À CÂMARA MUNICIPAL PELA SENHORA PREFEITA DANÚBIA CARNEIRO (EM PREJUÍZO AO PLANO DE CARGOS, CARREIRA E REMUNERAÇÃO)

Certos de contarmos com a presença de todos(as), e com a colaboração na divulgação, nossas saudações sindicais.

Chapadinha-MA, Outubro de 2009
Neldan de Araújo
PRESIDENTE DO SINDCHAP

...Mais um Capítulo da Novela "Plano de Cargos Carreira e Remuneração dos Servidores": A VOLTA DO QUE NÃO FOI...

A prefeita Danúbia Loyane Carneiro (foto), enviou à Câmara Municipal o veto parcial ao Projeto de Lei n° 14/2009 (Lei 1.099/2009) que trata dos artigos 19 e suas alíneas, 23, 29, 30, 34 com suas alíneas e parágrafo 1°, alíneas "c" e "d" e o 78.

Sobre isso, como um primeiro ponto, informamos que a menor escolaridade dos servidores públicos municipais de Chapadinha-MA é FUNDAMENTAL INCOMPLETO. O PCCR considera o FUNDAMENTAL COMPLETO como segundo nível, visto que a carreira de vários cargos dá início com fundamental incompleto.

As Progressões e Promoções são direitos adquiridos cujo seu processamento se dará imediatamente à entrada do requerimento do servidor e consequentemente a compensação financeira retroativa à data que o servidor fez jus ao direito, ou seja, a entrada do requerimento no setor de RH (Recursos Humanos) do município. Sobre o enquadramento, o que trata no artigo 78, não se pode em hipótese alguma diminuir remuneração, visto que o servidor irá ser posicionado na tabela salarial de acordo com o tempo de serviço (onde já se viu tempo de serviço diminuir salário? Só em Chapadinha mesmo!)

Esperamos que a Câmara de Vereadores leve em consideração o que estamos alertando, que os senhores vereadores pensem na consequência de seus atos antes de tomar qualquer decisão.

O município de Chapadinha nunca sairá da crise (na verdade, só se fala em dificuldade financeira há muitos anos e isto não é só privilégio do governo atual) levando em consideração a má aplicação dos recursos públicos e a falta de transparência.

O que falta, ao nosso ver, não é dinheiro, mas sim Gestão séria dos recursos públicos e que visem o bem estar da população e dos trabalhadores no Serviço Público.

Todos os cidadãos chapadinhenses estão observando e vendo o andar da carruagem a passos de tartaruga. A gestora do município não se manifesta para dizer algo concreto (a não ser atacar e jogar a culpa dos males do município no sindicato) já realizado ou pelo menos um discurso animador, mas somente para chorar a falta de recursos. Será que ela recebeu Chapadinha à beira da falência???

Quem deve participar da crise é quem participa dos lucros. Portanto, se não vemos os lucros, não devemos pagar pela crise.

Não queremos ser os "bodes expiatórios" de qualquer atraso ou demissão que porventura possa ocorrer. O que queremos é respeito, já que desde o ano de 2008 estamos sendo massacrados com promessas e levantamento de espectativas e que só vém sendo frustradas. Não somos perderores. Perdedores são os que repetem os erros de quem mais criticou.

Fica aqui nossa nota de repúdio e indignação diante do ato da prefeita, visto que as razões apontadas para os vetos não convencem e ferem os direitos adquiridos pelos servidores ao longo da história do Serviço Público.

por: Neldan Rocha
presidente do SINDCHAP
secretária de gênero da FETRAM/CUT-MA
membro do Comitê Nacional de Mulheres da ISP
(Internacional dos Serviços Públicos) no Brasil.

Prefeito da Região do Baixo Parnaíba é Cassado

O juíz de Araioses, Marcelo Fontenele Vieira, cassou nesta terça-feira (20), o mandato do prefeito José Eliomar Costa Dias, do município de Água Doce do Maranhão, distante 170 km de Chapadinha. Eliomar (foto), é acusado por adversários de abuso de poder político e econômico nas eleição passadas. Ele teria contratado servidores no período da eleição.
Dupla punição
O prefeito José Eliomar, que teve o mandato cassado pelo juiz de Araioses, foi o mesmo que há duas semanas pegou um chá de cadeira de duas horas apenas para falar com um assessor do secretário Max Barros (Infraestrutura), mas não conseguiu a audiência. Ele estava junto com o colega Neto Carvalho, prefeito de Magalhães de Almeida.
Imirante.com

Debatido Plano de Turismo para o Meio-Norte

Vista aérea do Centro, de Chapadinha (MA) - Foto: Melquizedeque
Em audiência e consulta pública com prefeitos da região do Baixo Parnaíba, na última terça-feira (20), o secretário de Estado de Planejamento e Orçamento, Gastão Vieira, destacou o Plano de Desenvolvimento da Região Turística Meio-Norte. O encontro teve a participação dos prefeitos da região do Baixo Parnaíba, composta pelos municípios de Urbano Santos, São Benedito do Rio Preto e Belágua.

O secretário Gastão Vieira afirmou que o Governo do Estado está trabalhando para garantir que os investimentos possam chegar à região. A exemplo, as obras de recuperação de trechos da rodovia que vai de Chapadinha a São Bernardo; a recuperação total da estrada que vai de São Bernardo, passando por Pirangi, até Parnaíba (PI). “O real sentido deste Plano é transformar a região em um pólo turístico”, frisou ele. Além de ressaltar que o Plano prevê a ampliação das linhas de transmissão de 69 KV para 138 KV nos estados do Maranhão, Piauí e Ceará, além da aceleração do Programa Luz Para Todos no Piauí e no Maranhão.

Para o prefeito de São Benedito do Rio Preto, Zé Creomar (foto), através destas parcerias se concretizará o desenvolvimento turístico da região. “Sabemos que o Plano tem um objetivo que deve ser comum a todos e descobrir as aptidões turísticas de cada cidade”, destacou.
Governo do Estado/Ascom

Clássico do Século

Íbis e Chapadinha, do Maranhão, admitem confronto para colocar em jogo o "troféu" de pior time do Mundo
Recife - Em jogo, o "troféu" de pior time do mundo. De um lado, a tradicional ruindade do Íbis, o pior de todos desde 1984. Do outro, a "fantástica" defesa do Chapadinha, do Maranhão, que ganhou fama mundial na última semana ao perder do Viana, pela segunda divisão estadual, por 11 x 0, sendo nove gols pra lá de suspeitos nos últimos nove minutos. Partida tão polêmica que resultou numa investigação da federação local. O confronto entre os dois integrantes do porão do futebol brasileiro será em jogos de ida e volta, com o regulamento da Copa do Brasil. Os duelos deverão ocorrer no fim de novembro. Primeiro na cidade de Chapadinha, a 250 quilômetros de São Luís, e depois em Paulista, no estádio Ademir Cunha. Detalhe importante: o troféu ficará com o perdedor.

O já histórico 11 x 0, em 15 de outubro, com os jogadores do Chapadinha andando em campo, fez com que o celular do diretor de futebol do clube, Gil Lopes (foto), não parasse mais de tocar. Ele recebe, em média, dez telefonemas por dia, de jornalistas de todos os cantos do país. Todos querendo saber mais sobre o escândalo. No meio disso, acabou sendo sondado sobre um possível jogo com o Íbis. A resposta foi em tom de brincadeira. "Vamos encarar e, pelo valor da nossa equipe, devolver os 11 no Íbis", garantiu.

Contactado pelo Diário de Pernambuco, Ozir Ramos Júnior, presidente do 'Pássaro Preto', devolveu a provocação na hora, e ainda topou realizar o 'clássico'. "Não pode ser um desafio de boca. Tem que ser oficializado, com documento. E o Íbis vai com certeza. O time está disponível para enfrentar qualquer time do Brasil, do Chapadinha ao Corinthians. Digo mais: acho que vamos perder o nosso título de pior dessa vez", disse o mandatário do Íbis, cuja equipe principal vem representando Paulista na Copa do Interior.

A única exigência de Ozir foi realizar o segundo jogo no Recife (PE). Motivo? Evitar um novo WO. Em 25 de agosto, o time deveria ter enfrentado o Cruzeiro de Rondônia, que ficou mais de três anos sem ganhar uma partida nesta década, mas o adversário não conseguiu arrecadar dinheiro para as passagens aéreas. "Vou entrar em contato e vamos jogar, para fechar o ano do Íbis com chave de ouro", completou Ozir. E olhe que nesse ano o Íbis sequer participou da Segundona do Pernambucano.

No entanto, o lado maranhense também fez uma exigência. O Íbis não poderá contar com 'reforços' de Sport, Náutico ou Santa Cruz. Mas Gil Lopes também garantiu que o Chapadinha só utilizará os atletas envolvidos na bizarra goleada sofrida na semana passada. "O jogo tem que acontecer nesse ano mesmo. Precisamos aproveitar a onda. Dependendo da repercussão, o jogo pode ir até para São Luís", disse Gil Lopes.

Íbis
3 anos e 11 meses sem vencer um jogo oficial

- 20/07/1980 - Íbis 1 x 0 Ferroviário do Recife

- 17/06/1984 - Íbis 3 x 1 Santo Amaro

Jejum: 55 jogos
- 7 empates e 48 derrotas; 25 GP (média: 0,45), 231 GC (média: 4,2) e saldo negativo de 206.

Maior goleada sofrida:
- Santa Cruz 13 x 0 Íbis (05/08/1981)

Chapadinha
No dia 15 de outubro deste mês, o time perdia do Viana por 3 x 0, fora de casa. Com o resultado, o time estava fora da briga pelo acesso à elite do Campeonato Maranhense. Assim, o time 'desistiu' de jogar e acabou levando nove gols nos últimos nove minutos. Com o 11 x 0 do Viana, o Moto Club acabou perdendo a vaga na Primeira Divisão. O vídeo dos gols da partida, com os atletas do Chapadinha caminhando no gramado, ganharam o mundo, no maior escândalo da história do futebol maranhense. O caso está sendo investigado pela federação local.
Por: Diário de Pernambuco

Julgamento Adiado

Por Luis Carlos Júnior - Blog TvMirante
Devido ao não comparecimento de uma das testemunhas, o julgamento do lavrador Edilson Francês Carvalho, que seria realizado ontem (quarta-feira, 21), no Fórum de Chapadinha (foto), foi adiado. Ele foi denunciado pelo Ministério Público por homicídio qualificado, por ter assassinado em março de 2007, o comerciante Valdir Mendes da Cunha com quatro golpes de facão. O crime aconteceu na localidade Muquêm - zona rural de Mata Roma. Segundo os autos, o filho do lavrador estaria devendo R$ 5,50 (cinco reais e cinquenta centavos) à vítima, que cobrava constantemente a dívida.

O julgamento tem como acusação o Ministério Público, representado pelo Promotor Fábio Menezes (foto), na defesa do réu os advogados Almir Moreira e Elcio Aguiar e na presidência do Tribunal do Jurí, o juíz Mario Henrique Mesquita Reis.

Adiamento
O não comparecimento de uma das testemunhas, fez com que os advogados de defesa se retirassem do plenário, o que impossibilitou a realização do jurí.

O presidente do Tribunal do Jurí, Mário Henrique Mesquita Reis, em entrevista ao programa Direto ao Assunto, da Rádio Mirante AM/local, disse que vai marcar uma nova data para o julgamento do lavrador Edilson Francês Carvalho.

Ainda segundo o juíz Mário Henrique, até o final do ano, o Tribunal do Jurí, poderá realizar mais dois julgamentos em Chapadinha.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

CPI do Futebol

O deputado estadual Marcos Caldas (foto), é autor de um requerimento na Assembleia Legislativa criando a CPI do Futebol para apurar os escândalos de armação de resultados na 2ª Divisão do Campeonato Maranhense e outros temas tão debatidos na imprensa. Das 14 assinaturas necessárias, o deputado já conseguiu vinte e quatro.

- Hoje no Maranhão existem muitas histórias e nós vamos investigar tudo - explicou o deputado.

De repente, o futebol maranhense passou a interessar a todos. Que bom! Já era tempo mesmo. Só espero que o objetivo seja apenas contribuir para tirar o nosso futebol dessa lama. E nada mais.
Blog Zeca Soares - Imirante.com

III Seminário das Comunidades Quilombolas da Região Baixo Parnaíba Maranhense

O III Seminário das Comunidades Quilombolas da Região Baixo Parnaíba Maranhense, será realizado nos dias 30 e 31 e de outubro 2009, na Sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoreas Rurais de Chapadinha, com o tema: "Direitos Constitucionais dos Territórios Quilombolas e as Política Públicas"

Toda a comunidade chapadinhense está sendo convidada para o evento.

Deputado Denuncia Conflito de Terra em São Benedito do Rio Preto

Mais de 100 famílias dos povoados Marçal, Volta Grande e Boião, localizados em São Benedito do Rio Preto, estão envolvidas no conflito
O deputado Domingos Paz (PSB - foto) denunciou na última segunda-feira (19), que existe um clima de muita tensão e medo na área de 8 mil e 700 hectares de terra localizada à margem da MA-224, entre os municípios de São Benedito do Rio Preto e Urbano Santos. As partes em litígio são a Associação Familiar União do Povo – AFUP e a empresa Sociveste – Participação e Administração Ltda, representada pelo senhor João Max Pícoli.

Mais de 100 famílias dos povoados Marçal, Volta Grande e Boião, localizados em São Benedito do Rio Preto, estão envolvidas no conflito. São famílias de agricultores e agricultoras familiares que trabalham na área há mais de 30 anos e produzem arroz, milho, feijão e mandioca.

A área em questão, distante 6 km da sede, é de propriedade da Prefeitura Municipal de São Benedito do Rio Preto, mas sua posse, pacífica e legal, para a exploração agropecuária, há muito tempo que se encontra com a Associação Familiar União do Povo. Há três anos surgiu um contrato de compromisso de compra e venda envolvendo o ex-deputado estadual Kleber Kepler Ferro Leite, falecido recentemente, e a empresa Sociveste, por intermédio do senhor João Max Pícoli.

Segundo o deputado, em julho de 2008, a Justiça concedeu uma liminar, com um mandado de reintegração de posse, em favor da AFUP e outros. A partir daí o conflito agrário agravou-se. Não aceitando a decisão da Justiça, o senhor João Max Pícoli e seus capangas, em agosto deste ano, entraram na área armados e fizeram ameaças as famílias que estavam trabalhando, derrubaram a cerca de arame com trator, queimaram as roças, e desmataram uma área de mais de 346 hectares.

O técnico agrícola da secretaria municipal de Agricultura e Meio Ambiente de São Bendito do Rio Preto, Daniel Mesquita, apresentou denúncia contra o senhor João Max Pícoli junto ao Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (IBAMA). Em resposta, o representante da empresa Sociveste o ameaçou de morte.

Agora em setembro, o senhor João Pícoli entrou na área novamente e queimou mais de 10 linhas de mandioca, o que gerou uma grande revolta nas famílias de agricultores que perderam toda sua produção. Por conta disso, o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR) de São Benedito do Rio Preto entrou com uma ação de pedido de indenização por danos materiais e morais contra o senhor João Pícoli, na Promotoria de Justiça da cidade.

Clima de Tensão e Medo
A presidente do STTR de São Benedito do Rio Preto, Maria Lúcia Vieira dos Santos, está muito preocupada com a possibilidade de a qualquer momento acontecer mortes na área em litígio. “Estamos recebendo ameaças de morte. O que o senhor João Pícoli faz em São Benedito do Rio Preto é um desrespeito ao poder constituído, e ele será o único responsável por atos extremos que possam acontecer. As autoridades públicas têm que tomar alguma atitude. Por isto procuramos o deputado Domingos Paz para denunciar essa gravíssima situação”.

“Estou muito preocupado com o que vem acontecendo, nos últimos meses, na área rural. Estamos assistindo a uma retomada dos conflitos fundiários e agrários no Maranhão. E isto é muito sério e precisa ser freado. É inadmissível que o nosso estado volte a ser palco de conflitos e todo tipo pela posse da terra. O último relatório nacional da Comissão Pastoral da Terra (CPT) sobre conflitos fundiários e agrários, lançado recentemente, aponta nessa direção. As autoridades públicas não podem deixar que isso aconteça”, declarou o deputado Domingos Paz.

Conforme o relatório nacional da CPT, hoje, no Maranhão, existem dezenas de áreas com conflitos fundiários e agrários, espalhadas por mais de vinte municípios, envolvendo milhares de famílias. Esse documento relata casos muito graves como, por exemplo, o seqüestro e agressão praticados por pistoleiros, em novembro do ano passado, contra trabalhadores rurais do acampamento Roseli Nunes, do MST, localizado no município de senador La Roque.

Nos próximos dias, Domingos Paz vai procurar o secretário de Segurança, Raimundo Cutrim, para pedir providências no sentido de não permitir a volta da violência no campo e, especificamente, uma ação imediata em relação ao conflito de São Benedito do Rio Preto. “Não podemos aceitar que a violência, a pistolagem, a expulsão de famílias trabalhadoras e ações comandadas por jagunços voltem a aterrorizar os milhares de famílias de agricultores e agricultoras familiares, que trabalham duro para se sustentar e botar alimentos à mesa de todos os brasileiros”, declarou.
Por: Assecom/Gabinete do dep. Domingos Paz
www.al.ma.gov.br

Professora Morre Atropelada

Alcionira S. Sousa (foto ao lado) tinha 41 anos e trabalhava numa escola da localidade Laranjeira. Ela foi atropleada por uma caminhonete na tarde desta terça-feira (20), na BR 222, próximo à entrada de Chapadinha, no retorno do (bairro) Angelim, quando ia para o interior, na garupa de uma moto.

Alcionira era casada, mas não tinha filhos. O corpo será velado no interior onde a mesma morava.

O condutor da moto, Antonio Domingos do Nascimento, sofreu apenas leves ferimentos.
Com fotos e informações de Alexandre Cunha - www.tvmirante.blogspot.com

Paulo Neto Não Prova Denúncia e Relembra Caso Bertin

www.alexandre-pinheiro.blogspot.com
Até agora o deputado Paulo Neto (foto), não conseguiu provar a acusação de que diretores e atletas do Chapadinha Futebol Clube receberam 50 mil reais para entregar o jogo em Viana.

Depois de afirmar ao jornalista Décio Sá (O Estado do Maranhão) que apresentaria prova do suposto suborno em discurso na Assembleia, Paulo Neto recuou e declarou que em momento algum acusou Danúbia de participação no caso. “Eu não tenho prova. Esse foi o noticiário de quando o time chegou na cidade. É o povo todo de Chapadinha quem diz que houve o pagamento de R$ 50 mil", disse o parlamentar.

Em Chapadinha a informação dos R$ 50 mil causou surpresa uma vez que nenhum setor da imprensa – mesmo a que faz oposição ao grupo de Magno e Danúbia – levantou a questão.

Além do descrédito de fazer uma denúncia sem sustentar o que disse ou apresentar provas, Paulo Neto antecipou um tema extremamente delicado para ele e sua família: a morte do prefeito Bertin (foto), do município de Presidente Vargas - a esquerda da foto, ao lado do ex-governador Jackson Lago, enquanto Paulo aparece entre José Reinaldo (ex-governador) e Julião Amim (deputado federal).

Como a encrenca da Segunda Divisão do Maranhense acabou chamando atenção do mundo pela atipicidade do placar de 11 a 0 e pelo emaranhado de acusação de armações, manobras e conchavos futebolísticos, imaginem se a imprensa nacional descobrir que na mesma região do pitoresco futebol, um prefeito foi abatido sem que as autoridades consigam encontrar os culpados depois de quase três anos.

Feira do Empreendedor - Convite

Acusamos o recebimento deste Convite (acima), para participarmos da Feira do Empreendedor - 15 Anos! - a ser realizada dia 5 de novembro, a partir das 19h, no Multicenter SEBRAE - Centro de Convenções, na capital São Luís.
Remetente:
José Noleto Oliveira - Analista de Projetos/SEBRAE
Chapadinha-Maranhão
(98) 3471-0541

Participe da I Conferência Municipal de Cultura de Chapadinha

Evento acontece no Aldeota Club, dia 22 de outubro, das 8 às 18 horas
A Secretaria Municipal de Cultura realiza, nesta quinta-feira, dia 22, no Aldeota Club, a 1ª Conferência Municipal de Cultura de Chapadinha. A Conferência será realizada das 9 às 18 horas.

O evento é uma etapa integrante da 2ª Conferência Nacional de Cultura, realizada pelo Ministério da Cultura e, com o objetivo de estabelecer os princípios e metas para a política cultural, terá como tema central: cultura, diversidade, cidadania e desenvolvimento. As discussões temáticas obedecerão aos seguintes eixos:
(Clique nos links abaixo para baixar os textos dos eixos temáticos)


Clique aqui para baixar sua ficha de inscrição

As inscrições para a 1ª Conferência Municipal de Cultura devem ser realizadas até o próximo dia 21, na Prefeitura Municipal de Chapadinha (recepção do Gabinete da prefeita) - Avenida Presidente Vargas, 310. Os telefones de contato são: 9161 3666 (William Fernandes) e 9122 7050 (Marcondes). A fichas de inscrição, demais documentos e outras informações estão disponíveis no Blog da Secretaria Municipal de Cultura: culturachapadinha.blogspot.com

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Governo Incentiva Produção de Caju no Maranhão

Durante a 1ª Festa do Caju, realizada no último fim de semana, no povoado Belém, localizado no município de Buriti, o presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), Tadeu Lima (foto), anunciou que o governo do Estado vai implantar no povoado uma agroindústria de processamento de frutas. “A comunidade dispõe de 42 hectares de terras plantadas com a variedade de caju precoce, já em fase de produção. Por determinação da governadora Roseana Sarney, iremos melhorar a assistência técnica aos agricultores”, informou o presidente da Agerp, órgão vinculado à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima).

A implantação da agroindústria de beneficiamento de caju vai proporcionar um aproveitamento integral da fruta, gerando maior renda com a possibilidade de comercialização de polpa, doce, castanha e cajuína, entre outros derivados.

Representantes da Agerp, da regional/Chapadinha (encabeçada pela gestora regional, Madalena Saraiva), gestores do Banco do Brasil, Sebrae, entre outras instituições estiveram presentes no evento.

Ex-Prefeito de Afonso Cunha Tem Contas Rejeitadas pelo TCU


Vista aérea da cidade de Afonso Cunha (MA)
O tribunal condenou o ex-prefeito de Afonso Cunha (MA), Raimunilde da Silva Reis, a devolver aos cofres do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) R$ 521.515,11, valor atualizado. O ex-prefeito não comprovou a boa aplicação dos recursos repassados pelo FNDE à cidade. O convênio tinha como objetivo a implementação do Programa de Garantia de Renda Mínima (PGRM). Raimunilde ainda foi multado em R$ 7 mil. Leia mais aqui.

Cabe recurso. O tribunal encaminhou cópia da documentação à Procuradoria da República no Maranhão, para ações que julgar cabíveis, além de ter autorizado a cobrança judicial das dívidas.

Deputado Paulo Neto pode perder o Mandato

PSB protocola no TRE Reprepresentação Pela Perda dos Mandatos de Afonso Manoel, José Lima e Paulo Neto
O presidente regional do PSB, José Antonio Almeida, protocolou no início da noite desta segunda-feira (19), no TRE, a ação que pede os mandatos dos deputados Afonso Manoel, José Lima e Paulo Neto, com base na Lei da Fidelidade Partidária.

Os três deputados trocaram de partido no final do prazo do troca-troca relacionado às eleições de 2010. Afonso foi para o PMDB; Lima está no PV e Paulo Neto optou pelo PHS.

- A justificativa de justa causa alegada pelos deputados não se sustenta, uma vez que eles foram abraçados pelo PSB e alçados ao nível de dirigentes estaduais do partido e nunca sofreram qualquer perseguição do partido - explicou Almeida.

O próprio dirigente socialista cita precedentes do próprio TRE para justificar a perda dos mandatos dos deputados.

Na decisão que cassou um vereador de Magalhães de Almeida, em 2008, a Corte Eleitoral maranhense justificou assim a decisão: A divergência entre filiados partidários no sentido de ser alcançada proteção política não constitui justa causa para desfiliação, por grave discriminação pessoal, nem o receio de não vir a ser escolhido como candidato, nas próximas eleições, já que os candidatos são indicados em convenção partidária, não existindo direito subjetivo a essa escolha.

Em sua ação, o PSB pede que o TRE declare a perda dos mandatos de Afonso, Lima e Paulo Neto e convoque os suplentes do partido, na ordem de votação.

É a primeira ação de perda de mandato contra os deputados que trocaram de partido no mês passado. PDT e PRTB também ameaçam exigir o mandato dos infieis.
Marco D'Éça - Imirante.com

Oportunista de Plantão

Até mesmo na pior tragédia do futebol maranhense aprece gente querendo tirar uma casquinha. O deputado estadual Paulo Neto (foto a direita), se valendo da sua imunidade parlamentar acusou o time do Chapadinha de ter recebido R$ 50 mil para entregar o jogo para o Viana por 11 x 0. Não satisfeito de aparecer as custas dos outros, o parlamentar ainda aproveito o episódio para fazer política e agredir adversário como o ex-prefeito e presidente do Galo da Chapada, Magno Bacelar, e a prefeita de Chapadinha, Danúbia Carneiro.

Em menos de 24h, o deputado Paulo Neto se contradisse e afirmou que não foi oferecido dinheiro aos jogadores do Viana para abrir o jogo. Só que o estrago já estava feito e o nome das pessoas envolvidas estava exposto na mídia nacional e internacional. Graças a seu oportunismo, o parlamentar conseguiu os seus desejados 15 minutos de fama.

Se o deputado Paulo Neto estivesse realmente preocupado com os interesses do Chapadinha deveria ter no mínimo subido na tribuna da Assembleia para denunciar a participação irregular do Moto no Campeonato Maranhense da Segunda Divisão. Não só ficou calado como nada fez para tentar impedir a virada de mesa eminente em favor do Papão.

Agora, o senhor quer posar de arauto da justiça desportiva? Deputado, o futebol maranhense não precisa dessa sua ajuda.

Magno Bacelar: "Deputado Paulo Neto não tem moral"

Em entrevista ao programa “Abrindo o Verbo”, da Rádio Mirante AM (São Luís), o presidente do Chapadinha Futebol Clube, Magno Bacelar (foto), pôs a culpa da vitória do Viana por 11 a 0 sobre seu time à falta de luz natural no Estádio Djalma Campos. Segundo o dirigente do Galo da Chapada, o árbitro Edilson Cardoso errou ao não interromper o jogo no momento em que o Viana já vencia por 2 a 0.

Para Magno Bacelar, a falta de luz aliada à pressão da equipe dona da casa fez o Chapadinha nem olhar a cor da bola. Segundo o dirigente, era impossível ver os gols do Viana. A única coisa que Magno Bacelar afirmou ter visto, foi o balanço das redes brancas. Mesmo com esta desculpa dada para os impressionantes 11 a 0, o presidente do Galo da Chapada afirmou que havia “armação” na partida entre Moto e Santa Quitéria, em São Luís.

- Fomos para Viana com o objetivo de vencer lá na cidade. Nós observamos que já tinha armação lá dentro de São Luís para querer botar o Moto na Primeira Divisão. Nós pensamos nisso e, mesmo assim, fomos jogar o segundo tempo. Tivemos boas oportunidades e o Viana fez dois gols. Agora, o restante dos gols que o Viana fez, foi exatamente naquele horário que não tava mais enxergando a bola. Era pro juiz ter interrompido a partida. E como o estádio não oferecia muita segurança porque estava superlotado e tinha poucos policiais lá, a pressão do time da casa foi enorme. Foi muito grande. E durante a pressão, nosso time não conseguia sair nem da defesa. Não deu nem pra gente ver os gols. Eu estava lá e só via o balançar as redes – disse.

Realmente, estava bastante escuro. Veja nas fotos de William Fernandes (Clique aqui! )
Segundo William, graças ao flash da câmera, dava pra ver alguns jogadores.

O presidente do Chapadinha ainda comentou que as acusações feitas pelo deputado Paulo Neto sobre o pagamento de R$ 50 mil aos jogadores do Galo da Chapada não são verdadeiras. Para Bacelar, o deputado “não tem moral e nem credibilidade” para realizar tais acusações. Ainda de acordo com Bacelar, Paulo Netoestá cuspindo no prato que comeu”, uma vez que o presidente do Chapadinha já havia apoiado o deputado em eleições anteriores.

- Este deputado, que está querendo se promover, não tem moral. Não tem credibilidade de atacar a direção do Galo da Chapada e de acusar os jogadores, porque ele se aliou aos nossos adversários políticos. Ele está cuspindo no prato que comeu. Não se trata de política neste momento. Ele está sendo um deputado leviano porque ele não tem provas - finalizou.
Paulo de Tarso Jr./Imirante.com

Crise do Galo esquenta política

Paulo Neto Acusa Galo de Receber 50 Mil
Quem voltou ao noticiário tirando casquinha da polêmica da derrota do Chapadinha foi o deputado Paulo Neto. O deputado que estava sumido da mídia desde o esquecimento do caso Bertinprefeito de Presidente Vargas assassinado sem que até hoje a polícia tenha apontado satisfatoriamente os culpados, voltou à tona denunciando suposta armação durante o jogo do Chapadinha contra o Viana, pela segunda divisão estadual. O parlamentar declarou que o Chapadinha teria recebido 50 mil reais para e que esse dinheiro seria usado pra colocar os salários dos atletas em dia: “essa molecagem custou R$ 50 mil. Se tu estivesse sem receber, vendo teus filhos passando fome, farias o quê? Ninguém aguenta uma situação dessa”, declarou. Neto anunciou que faria um discurso nesta segunda-feira (19) apresentando fatos que comprovariam o que dissera. No discurso da tribuna da Assembleia, o deputado afirmou não ter prova sobre a armação e que se baseara em comentários do povo da cidade de Chapadinha.

Danúbia: Paulo Neto é o Pior Bandido
Em entrevista ao GloboEsporte.com a Prefeita Danúbia respondeu ao Deputado Paulo Neto de forma dura. Veja abaixo o teor da resposta da Prefeita.

Conversas e brigas políticas. Essas foram as justificativas da prefeita de Chapadinha, Danúbia Carneiro (PR), para as acusações de armação de resultado e suborno na derrota do time de sua cidade para o Viana, por 11 a 0, pela Série B do Maranhense. Indagada sobre as longas conversas que teve com o prefeito vianense no intervalo da partida, ela explicou:
- Realmente teve a conversa para que eu fosse apresentada ao prefeito de Viana. Não foi relacionada ao jogo. Não tenho envolvimento com o time, sou apenas madrinha. Falamos muito do governo do estado, eleição, quem seria candidato a deputado.

Neste domingo (19), o deputado Paulo Neto (PHS), seu adversário político, revelou que a prefeita e o ex-prefeito e atual presidente do Chapadinha, Magno Bacelar, teriam concordado com o pagamento de R$ 50 mil para os jogadores entregarem a partida e para solucionar problemas de salários atrasados. Informação também rechaçada.
- Nunca recebemos dinheiro. Não fomos para Viana negociar, fomos para jogar. Isso não existe. Dou a minha palavra. Se fosse para receber R$ 50 mil, eu não sairia de Chapadinha para entregar campeonato ao Viana. Nem proposta teve. Mas sempre fazem bandidagem com os pequenos no Campeonato Maranhense. Paulo Neto nem pode falar nada. É o pior bandido do Baixo Parnaíba. Quem acompanha sabe. Agora ele vai ter que provar. Isso não vai ser um trampolim político.

A revolta de Danúbia Carneiro, no entanto, não é somente com o rival das urnas. Durante a partida em Viana, ela admitiu que vestiu a camisa de torcedora e não aceitou a atuação passiva do Chapadinha.
- Quando já estava perdendo de quatro, cinco a zero eles disseram que não era de propósito e eu chamei de filho da p… Esculhambei como torcedora. Saí do estádio sem cumprimentar o time. De tanta raiva pelos jogadores não vestirem a camisa como deviam.

Por fim, a política sugeriu uma solução para toda a polêmica:
- Acho que devia cancelar tudo e colocar os jogos em São Luís. Que vença o melhor. Tem que repetir, mas com juiz de fora. Não aceitamos árbitro maranhenses.

A Federação abriu uma sindicância para apurar os fatos e espera anunciar uma solução dentro de 10 dias.

Magno Pede Investigação Geral
Depois de ouvir o discurso do Deputado Paulo Neto, o ex-prefeito e atual secretário do governo do estado Magno Bacelar, em entrevista á Rádio Mirante de São Luís, disse nada temer quanto a uma provável investigação sobre o jogo da segunda divisão. Para o ex-prefeito, estão tentando usar o resultado do jogo com objetivo político, se declarou extremamente surpreso com a leviandade de um deputado que, sem apresentar uma prova sequer anda enlameado o nome de uma cidade inteira e disse que é hora do Maranhão inteiro exigir o esclarecimento definitivo da morte do prefeito Bertin.

Danúbia Reafirma Entrevista ao Globo Esporte
Indagada pelo radialista Geraldo Castro (Mirante AM, de SL), sobre haver usado o termo “pior bandido do Baixo Parnaíba” em referência ao deputado Paulo Neto, Danúbia citou alguns fatos da vida de Paulo Neto, como o caso da corrupção no município de Presidente Vargas, o assassinato de Bertin e ainda, de forma indireta a prisão de familiares do deputado para dizer que “por, tudo isso, ele não tem comportamento compatível com uma pessoa pública ou com um representante do povo”, finalizou Danúbia.
Por Alexandre Pinheiro - http://www.alexandre-pinheiro.blogspot.com/
Com Informações de Décio Sá e GloboEsporte.com

Prefeita e Deputado Trocam Acusações Sobre 11 a O

Na foto: Paulo Neto (dir.) conversa com advogado Ivanwilson Rodrigues
Virou bate-boca político com ameaças de processos mútuos o escândaldo do 11 a 0 ocorrido no jogo entre o Viana e Chapadinha semana passada. O deputado Paulo Neto (PHS) e a prefeita Danúbia Carneiro (PR) recuaram em parte nos termos mais fortes das denúncias que fizeram.

Paulo Neto ocupou a tribuna da Assembleia e após o discurso, em conversas com jornalistas, confirmou o suposto pagamento de R$ 50 mil para o Chapadinha abrir o jogo e desclassificar o Moto Clube. Disse, no entanto, que em momento algum acusou Danúbia de participação no caso.

“Eu não tenho prova. Esse foi o noticiário de quando o time chegou na cidade. É o povo todo de Chapadinha quem diz que houve o pagamento de R$ 50 mil. Todo mundo acha que o resultado foi facilitado por dinheiro. Se eles estão dizendo que é mentira, então digam qual é a verdade. Normal não foi. Se não foi dinheiro, o quê aconteceu? Por isso estou sugerindo a delação premiada aos jogadores”, justificou-se.

Paulo Neto, no entanto, promete processar a Danúbia por causa de sua declaração ao Globoesporte.com chamando-o de “o maior bandido do Baixo Parnaíba” (veja abaixo ou aqui). Entrevistada pelo radialista Geraldo Castro nesta segunda-feira (19), à tarde, ela também recuou da declaração. Disse que se referia ao fato do deputado ter sido apontado pelo Ministério Público com um dos mandantes da morte do prefeito Raimundo Bartolomeu Aguiar, o Bertin, em 2007.

Danúbia disse que vai processar Paulo Neto por ter envolvido seu nome e da prefeitura no episódio dos R$ 50 mil. De acordo com ela, ele vai ter de provar na justiça que a administração municipal paga a folha do time do Chapadinha. “A prefeitura não tem responsabilidade de pagar jogador. O time tem seus patrocinadores. Ele vai ter de provar tudo isso porque não somos moleques”, assegurou ela. Ouça
aqui.

Paulo Neto, por sua vez, confirma esta denúncia. “Eu trago é 50 jogadores e ex-jogadores que confirmam recebimento de salário pela prefeitura”, disse.

Também ouvido pela Mirante AM, o ex-prefeito Magno Bacelar, o “Nota 10″, contou que o deputado tenta tirar proveito político da situação por causa das eleições do próximo ano. Comandante do Galo da Chapada, ele conclamou a Assembleia, o Ministério Público e a Justiça a esclarecerem de uma vez a morte de Bertin. “Aqui (o jogo) é suposição. Lá é fato. O prefeito foi morto”, declarou.

Nota 10″ explicou que a pressão da torcida do Viana e o tempo escuro foram as principais causas da derrota do Chapadinha. “Tivemos bola na trave. Não se via nem a bola. Era para o juiz terminar a partida. Eu só via a rede balançando”, completou. Ouça aqui.
Blog Décio Sá - Imirante.com

Danúbia detona: “Paulo Neto é o pior bandido”

Na foto: A prefeita de Chapadinha, Danúbia Carneiro, que também, é Madrinha do Chapadinha FC
Conversas e brigas políticas. Essas foram as justificativas da prefeita de Chapadinha, Danúbia Carneiro (PR), para as acusações de armação de resultado e suborno na derrota do time de sua cidade para o Viana, por 11 a 0, pela Série B do Maranhense. Indagada sobre as longas conversas que teve com o prefeito vianense no intervalo da partida, ela explicou:


- Realmente teve a conversa para que eu fosse apresentada ao prefeito de Viana. Não foi relacionada ao jogo. Não tenho envolvimento com o time, sou apenas madrinha. Falamos muito do governo do estado, eleição, quem seria candidato a deputado.


No último domingo (18), o deputado Paulo Neto (PHS), seu adversário político, revelou que a prefeita (foto acima) e o ex-prefeito e atual presidente do Chapadinha, Magno Bacelar, teriam concordado com o pagamento de R$ 50 mil para os jogadores entregarem a partida e para solucionar problemas de salários atrasados. Informação também rechaçada.


- Nunca recebemos dinheiro. Não fomos para Viana negociar, fomos para jogar. Isso não existe. Dou a minha palavra. Se fosse para receber R$ 50 mil, eu não sairia de Chapadinha para entregar campeonato ao Viana. Nem proposta teve. Mas sempre fazem bandidagem com os pequenos no Campeonato Maranhense. Paulo Neto nem pode falar nada. É o pior bandido do Baixo Parnaíba. Quem acompanha sabe. Agora ele vai ter que provar. Isso não vai ser um trampolim político.


A revolta de Danúbia Carneiro, no entanto, não é somente com o rival das urnas. Durante a partida em Viana, ela admitiu que vestiu a camisa de torcedora e não aceitou a atuação passiva do Chapadinha.


- Quando já estava perdendo de quatro, cinco a zero eles disseram que não era de propósito e eu chamei de filho da p… Esculhambei como torcedora. Saí do estádio sem cumprimentar o time. De tanta raiva pelos jogadores não vestirem a camisa como deviam.


Por fim, a política sugeriu uma solução para toda a polêmica:


- Acho que devia cancelar tudo e colocar os jogos em São Luís. Que vença o melhor. Tem que repetir, mas com juiz de fora. Não aceitamos árbitro maranhenses.


A Federação abriu uma sindicância para apurar os fatos e espera anunciar uma solução dentro de 10 dias.
Blog Décio Sá - Imirante.com
Foto: William Fernandes

Deputado quer ‘delação premiada’ para jogadores

O deputado Paulo Neto (PHS - foto ) confirmou nesta segunda-feira (19), a denúncia feita ao blog de Décio Sá (Imirante.com), que o Chapadinha recebeu R$ 50 mil para entregar o jogo ao Viana. “Não é só eu que digo isso. É Chapadinha inteira”, declarou.

O parlamentar disse que iria propor em discurso na Assembleia Legislativa que os jogadores do Galo da Chapada participem da chamada “delação premiada”, em acordo com a Federação Maranhense de Futebol (FMF), para evitarem serem banidos do esporte. Ele confirmou que vários atletas sumiram da cidade.

O líder do governo, Chico Gomes (DEM), com forte atuação política em Viana, também iria se pronunciar na Assembleia. O presidente do Moto Clube, Cleber Verde (PRB), pode fazer discurso na Câmara dos Deputados sobre o caso. O deputado é apontado pelos torcedores como um dos principais responsáveis pelo rebaixamento do time para segunda divisão.

A informação de que os 11 a 0 do Viana contra o Chapadinha teria custado R$ 50 mil, dada em primeira mão pelo blog (do Décio Sá), ganhou repercussão nacional. O Globoesporte.com deu no último domingo (18), a notícia citando a página (veja reprodução acima e aqui).

O repórter Cahê Mota, enviado especial ao Maranhão, trouxe outra matéria escandalosa envolvendo o Rubro- Negro maranhense: o zagueiro Grafite teria recebido propina para facilitar a vitória do Chapadinha por 4 a 1, numa partida anterior da Taça Cidade de São Luís.

De acordo com os torcedores, o jogador, bastante xingado durante todo o intervalo do jogo no último domingo (18), quando o Moto perdeu de 2 a 0 para o Iape, teve participação direta em três gols, e o prefeito de Santa Quitéria, Manin Leal (DEM), 52 anos, teria denunciado o acordo.

- O Moto apanhou do Chapadinha, e o prefeito de Santa Quitéria fez a denúncia. Disse na cara do Grafite que ele se vendeu para dar os quatro gols. Por coincidência, ele fez a falta em um gol, um pênalti e outro saiu em falha dele. É a prova de que ele se entregou – esbravejou o torcedor Geraldo Coutrin.

Acuado no banco de reservas, Grafite se defendeu. O zagueiro admitiu que não vive um bom momento, mas negou veementemente que tenha recebido qualquer tipo de suborno. Revoltado, prometeu buscar seus direitos na Justiça.

- A torcida está revoltada porque eu joguei mal. Não fui bem mesmo. Dizem que têm gravado que eu recebi propina para perder o jogo. Eles vão ter que provar no tribunal. É a minha imagem que está em jogo. Eu tenho família, tenho um nome a zelar. Em momento algum conversei com gente do Chapadinha. Estão querendo acabar com a minha carreira.
Leia mais aqui.
Blog Décio Sá - Imirante.com

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Ivandro Coêlho Abre Preparatório para Concurso do Estado

www.alexandre-pinheiro.blogspot.com
Do professor Ivandro Coêlho (foto), um dos mestres que mais conhece a língua portuguesa no Maranhão, recebo a informação da abertura de inscrições para curso ministrado por ele e por Paulo Sérgio com vistas a preparar candidatos para o concurso que o Governo do Estado abriu recentemente para diversas vagas. Veja o anúncio abaixo e boa sorte aos que disputarão vagas no serviço público.

Você que pretende ingressar no serviço público e ter uma vida estabilizada, não perca tempo. Prepare-se já! Faça sua inscrição no Curso Preparatório para o Concurso do Governo do Estado. O curso será ministrado pelos professores Ivandro Coêlho e Paulo Sérgio, que irão lecionar as disciplinas Língua Portuguesa e Fundamentos da Educação. As aulas terão início no dia 07 novembro (sábado), no Centro Educacional Raimundo Araújo (sala de computação). Horário: aos sábados, das 14h às 18h (tarde) e das 19h às 21h30 (noite); e aos domingos: das 14 às 18h. O valor das inscrições é R$ 100,00 e as vagas são limitadas. Maiores informações pelos telefones 8869-5052 (falar com Ezenilde), 3471-0222 (falar com Francilene pela Manhã).

Obs: Os professores Ivandro Coêlho e Paulo Sérgio têm vasta experiência em concursos públicos. Ivandro foi aprovado em 1º lugar por duas vezes no concurso para professor do estado para a disciplina Língua Portuguesa (2004 e 2006) e recentemente foi aprovado em primeiro lugar no concurso para Técnico em Assuntos Educacionais da Ufma (2009). Paulo Sérgio também foi aprovado em 1º lugar no concurso para Supervisor do Estado (2004) e primeiro lugar para Técnico em Assuntos Educacionais da Ufma (2006).

''Armação'' de Resultado Teria Custado R$ 50 mil, diz Deputado

Na foto: Deputado Paulo Neto (PHS)
Além da esfera esportiva, a histórica goleada por 11 a 0 do Viana sobre o Chapadinha, pela Segunda Divisão do Campeonato Maranhense, que ganhou repercussão internacional, promete ganhar um novo capítulo, desta vez na política. Segundo informações do Blog do jornalista Décio Sá, do Portal Imirante.com, a armação envolvendo os clubes teria custado R$ 50 mil. Quem afirma é o deputado Paulo Neto (PHS), adversário político da atual prefeita da cidade de Chapadinha, Danúbia Carneiro (PR), e do ex-prefeito Magno Bacelar, apelidado de “Nota 10”. De acordo com o parlamentar, os jogadores aceitaram participar do esquema porque estariam com salários atrasados:

- Essa molecagem custou R$ 50 mil. Se você estivesse sem receber, vendo teus filhos passando fome, faria o quê? Ninguém aguenta uma situação dessa – declarou o político, garantindo que vai defender os atletas caso sofram qualquer tipo de punição por parte da Federação Maranhense de Futebol, que já começou a investigar o caso.

Para Paulo Neto, que promete denunciar o caso nesta segunda-feira (19), Danúbia Carneiro (foto a direita) e Magno Bacelar (foto a esquerda)combinaram com jogadores e dirigentes dos dois times o resultado da partida durante o intervalo. A paralisação durou 30 minutos devido ao atraso do jogo entre Santa Quitéria e Moto Club.

A rivalidade entre os parlamentares vem desde 2008, quando Neto tentou se eleger prefeito de Chapadinha, mas recuou pela repercussão da acusação de sua suposta participação na morte do prefeito da cidade de Presidente Vargas, Raimundo Bartolomeu Aguiar.

A diretoria do Chapadinha alega que tomou duas atitudes para motivar o elenco na véspera da partida: pagar os salários atrasados e se concentrar mais cedo para o jogo.
Fonte: Globoesporte.com

Prefeitura Realiza 1ª Conferência Municipal de Cultura

Na foto: William Fernandes (secretário municipal de Cultura) com a prefeita Danúbia Carneiro
A Secretaria Municipal de Cultura realiza, no próximo dia 22, das 9 às 18h, no Aldeota Club, a 1ª Conferência Municipal de Cultura de Chapadinha.

A Conferência Municipal é a etapa integrante da 2ª Conferência Nacional de Cultura, realizada pelo Ministério da Cultura e, com o objetivo de estabelecer os princípios e metas para a política cultural, terá como tema central: cultura, diversidade, cidadania e desenvolvimento. As discussões temáticas obedecerão aos seguintes eixos: produção simbólica e diversidade cultural; cultura, cidade e cidadania; cultura e desenvolvimento sustentável; cultura e economia criativa; gestão e institucionalidade da cultura.


As inscrições para a 1ª Conferência Municipal de Cultura devem ser realizadas até o próximo dia 21, na Prefeitura Municipal de Chapadinha (recepção do Gabinete da prefeita) - Avenida Presidente Vargas, 310. Os telefones de contato são: (98) 9161 3666 e 9122 7050. A ficha de inscrição, demais documentos e outras informações estão disponíveis no Blog da Secretaria Municipal de Cultura: culturachapadinha.blogspot.com

Diretoria do Chapadinha Descarta Punir Elenco

Por: Cahê Mota Direto de Chapadinha, MA - GLOBOESPORTE.COM
Foto: Carlos Mota

Gil Lopes (foto), diretor de futebol do "Galo da Chapada", justifica decisão de não punir o time: 'Não cometemos crime'

Não concorda, mas compreende. É mais ou menos assim que a diretoria do Chapadinha analisa a derrota por 11 a 0 para o Viana, pela Série B do Campeonato Maranhense, que expôs o clube para todo o mundo com suspeita de ter feito corpo mole. Os dirigentes garantem que não existiu qualquer tipo de orientação para facilitar o resultado e apontam o motivo da goleada.

- Sabemos que foi negativo para todo mundo, mas aconteceu por conta do placar da partida entre Moto e Santa Quitéria. Os jogadores desanimaram. Todo o esforço para pagar os salários antes da partida, mandar o time um dia antes, motivar, foi por água abaixo – disse o diretor de futebol, Gil Lopes.

O desânimo, no entanto, não implica em falta de profissionalismo para o dirigente. Gil Lopes garantiu que não haverá qualquer tipo de punição para os jogadores que entraram em campo.

- É decepcionante. Já conversamos com os atletas e vamos aguardar a posição da federação. O Moto Club vai tentar anular o jogo do Chapadinha, mas temos nossa consciência tranquila. Não cometemos nenhum crime. Foi um resultado anormal, mas aconteceu.

Com o resultado, o Viana subiu para a Primeira Divisão e deixou o Moto Club na Segundona. O panorama fez que com a equipe da capital cogitasse pedir a anulação da partida. O Chapadinha prometeu dar o troco.

Segundo Gil Lopes, a inclusão do Moto na Série B do mesmo ano fere o estatuto do torcedor
- Se eles entrarem, também pediremos a impugnação da partida entre Moto Club e Santa Quitéria. Foram cinco pênaltis, o prefeito jogou...
Tudo isso causou indignação. Outro ponto que revolta a diretoria do Chapadinha é o fato de o Moto ter sido rebaixado este ano e já disputar a Série B.
Segundo Gil Lopes, a inclusão da equipe na competição fere o estatuto do torcedor e aconteceu sem a concordância dos adversários.
- Participamos com essa irregularidade por gostarmos do futebol. Os torcedores cobraram e virou tradição. Foi imposto pela federação. Não convocaram os clubes, não houve arbitral.
Diante da polêmica, a Federação Maranhense paralisou o campeonato antes da decisão entre Viana e Santa Quitéria para apurar os fatos. Há a possibilidade de anulação das duas partidas da última rodada.

Arquivo do blog