Dra. Maryane Veras

Dra. Maryane Veras

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

Hortifruti Fernandes

Hortifruti Fernandes
Travessa 15 de Novembro - Centro (ao lado da extinta Escola Amélia Almeida / Semáforo)

Star Drinks

Star Drinks

Posto Ipiranga / Chapadinha

Posto Ipiranga / Chapadinha

sexta-feira, 11 de abril de 2014

CHAPADINHA - Secretaria Municipal da Mulher Doa Cadeira de Rodas à Criança


Daniele Costa de Araújo, de 12 anos, teve paralisia infantil e cerebral logo no nascimento e, desde então, a família lutava por uma cadeira de rodas para melhorar a locomoção da criança dentro de casa, localizada no bairro do Campo Velho.

Os pais de Daniele, seu Diogênio da Conceição de Araújo e dona Maria Creuza Palhares da Costa, já fazem planos de como vão mudar a rotina da casa.


Antes, a criança passava a maior parte do tempo deitada em um colchão, mas agora, a vida da menina sorridente vai mudar com um pouco mais de conforto com a doação da cadeira feita pela prefeitura de Chapadinha, através da Secretaria Municipal da Mulher.

Ascom/PMC

PUBLICIDADE



CHAPADINHA - Tentativa de Homicídio no Bairro Santa Luzia

Imagem meramente ilustrativa


O jovem Levi Ferreira dos Santos, sofreu uma tentativa de homicídio, no Bairro Santa Luzia, na noite desta quinta-feira (10). Levi foi atingido por disparo de arma de fogo; e ainda chegou a pedir socorro após ser baleado. Ele foi encaminhado ao Hospital Antonio Pontes de Aguiar (HAPA) e deve ser levado à São Luís -  (Obs.: Postagem foi atualizada às 22h55).

Segundo Levi, o autor do disparo foi um menor, o mesmo que teria matado seu irmão, conhecido como "Dete", no ano passado.

De acordo com informações preliminares, o suspeito de ter efetuado os disparos é uma pessoa identificada como "Marcinho".

A tentativa de homicídio aconteceu por volta das 20h30, na rua Projetada 2, no bairro Santa Luzia.

O autor do disparo fugiu tomando rumo ignorado, ele andava em companhia de uma outra pessoa.


PUBLICIDADE



quinta-feira, 10 de abril de 2014

Robson Jr. & Danyelle se Apresentam Nesta Sexta (11) no Buteco


Nesta sexta-feira, dia 11, teremos uma ótima opção de lazer: o músico e cantor Robson Jr. se apresenta no Buteco Music - com o melhor da MPB, a partir das 21h, com participação especial da cantora Danyelle.

Imperdível...!!! A gente se ver por lá!!!


PUBLICIDADE



Deu na Carta Capital: Tonny Cajazeira - O Astro que Você Precisa Conhecer

Tonny Cajazeira, com sua sanfona de 80 baixos
Fotos: Dewis Caldas

Sim, um astro brasileiro que você nunca ouviu falar. E nem adianta tentar reconhecer o nome ou a foto. É melhor se segurar onde está sentado porque vamos para a zona rural de uma pequena cidade no Estado do Maranhão. E, como chegamos lá, já tenho a sua licença para falar sobre a vida desse tal astro que você precisa conhecer. Mas antes preciso explicar o seu mundo: a cidade de Chapadinha é um importante município do norte do Estado, fica a 274 Km da capital São Luís e possui cerca de 90 mil habitantes. Atravessando os limites do município, lá pela estrada em direção do mato, por 12 quilômetros, você encontra um povoado chamado Cidade Nova. Ali mora Antonio Alves de Oliveira, um lavrador, semianalfabeto, mas também cantor, compositor e multiinstrumentista conhecido em toda a região pelo nome deTonny Cajazeira.

Tem cinco discos lançados recheados de ritmos típicos nordestinos como seresta nordestina, forró, baião, xote, bolero, reggae maranhense e arrocha. É considerado o precursor do ritmo brega na região do Baixo Parnaíba, que compreende boa parte da região norte do Estado. Filho de trabalhadores rurais, sempre viveu na roça, nunca teve um professor para ensiná-lo a cantar ou tocar qualquer instrumento e até hoje, aos 64 anos, nunca aprendeu a ler ou escrever. Mas, mesmo assim, sustentou os dez filhos por meio dos seus shows. Espera, sei que é possível que tenha ouvido pouca coisa sobre esses ritmos que citei acima, por isso, fiz uma coletânea especial para você ouvir enquanto lê esse texto (Clique aqui).

“Sem professor nem nada”

Agora que já está ouvindo as músicas desse cabra (na gíria local: homem), começo falando dele a partir de um ponto de vista bem peculiar. Imagine um jovem aprendiz, num povoado igual a tantos outros do norte brasileiro, com toda a família analfabeta, moradores da zona rural, de repente vê alguém tocando um instrumento e – como mágica – aprende a tocar e a cantar sem quase nenhuma referência, sem modelos, sem músicos para ensinar. Continue pensando. Esse mesmo cabra, com tamanha falta de referências e mestres, acaba inventando um estilo bem peculiar de cantar, tocar e compor, e mesmo não sabendo ler, sustentou os dez filhos por meio da música, criando dezenas de hits na região. Virou o porta-voz da música na cidade.

Agora mesmo, enquanto penso nas linhas deste texto, estou no backstage do show em praça pública na cidade de Chapadinha, gravando cenas de um documentário sobre ele. Dez mil pessoas esperam o show. Ele está calmo, embora responda ao pé do ouvido: “Não, eu não fico nervoso mais não, mas sempre me dá um negócio aqui, um medinho, isso é o que eu mais gosto”. Ele subiu no palco minutos depois e fez um show daqueles que vão comentar no dia seguinte. E no dia seguinte, à tarde, estou sentado num tamborete feito com couro de animal, gravando uma das várias entrevistas que fiz com ele para o filme “O Astro do Maranhão”, começo a entender a formação musical no menino Tonny.

Uma das demonstrações mais impactantes do seu talento é a sua rapidez em fazer uma música. É só escolher um ritmo, dizer um assunto, que ele mistura tudo, como um repentista, faz a introdução, o solo, a melodia, e ainda conta uma piada no meio. Só que esse não é o grande segredo dele. O que chama a atenção para si é a capacidade de entreter qualquer um, seja com músicas ou simplesmente agindo como se fosse um crooner. Tonny não tem um único terno, mas seu cabelo está bem cuidado, a corrente de alumínio está mais brilhosa do que nunca, e o show está sempre pronto para começar. Esse foi o aspecto artístico que procurei retratar nesse documentário, na expectativa de que esse personagem – que tanto contribui para a formação musical local – não morra simplesmente após a sua morte.

O menino só queria um instrumento

Desde muito criança eu ia para as festas aqui na região e ficava a noite inteira sem tirar o olho dos tocadores, com a maior vontade de mexer nos instrumentos. Os dedos ficavam coçando, eu era apaixonado pela sanfona, mas não dizia nada pra ninguém dessa vontade louca. Até que um dia, quando eu tinha 8 anos, um primo meu apareceu lá em casa com uma sanfona. Ele saiu um pouco da sala e eu fui lá, escondido, peguei a sanfona, coloquei no corpo e já saiu uma música, de primeira. Minha mãe e meu irmão correram pra ver e ficaram admirados quando me viram tocando e ouvindo o som que vinha do instrumento

Mas as condições de vida da família não permitiam que o jovem pudesse seguir carreira artística. A lavoura o esperava, assim como a seus irmãos. Porém, daquele dia em diante, Tonny só pensava em tocar novamente uma sanfona. “Meu pai dizia que não queria saber de artista em casa e que era a enxada que seria meu instrumento. Aí fui ficando triste por dentro, uma criança sem alegria. Minha mãe viu meu jeito e pediu que meu pai desse um jeito e comprasse uma sanfona pra mim. Um dia minha mãe mandou eu ir numa loja em Chapadinha buscar uma mercadoria, mas não disse o que era. Eu fui e quando cheguei lá era uma sanfona de 80 baixos. Eu quase morri de alegria. Eu vim na bicicleta sorrindo para o sol, para os passarinhos. Cheguei em casa e desde então eu não queria nem comer, nem brincar nem nada, só ficava mexendo naquele instrumento bonito e grande”, revela.

Finalmente o jovem músico tinha seu próprio instrumento. Não demoraria muito para fazer seu primeiro show. “No outro dia eu já sabia várias músicas. Então dois dias depois eu comecei a costurar uma roupa pra mim, do jeito que eu tinha aprendido com minha mãe. Fiz minha primeira roupa de show. Aí meu pai me levou num povoado vizinho ao nosso – chamado Santa Fé – e eu toquei a noite todinha numa festa e foi a maior alegria do povo lá. Todo mundo gostou e meu pai ganhou um dinheiro bom e deixou eu tocar na noite daquele dia em diante. Eu nem queria saber de dinheiro, só pensava em ficar acordado de noite, tocando, fazendo a alegria das pessoas.”

Mesmo tocando e animando festas a vida toda, Tonny Cajazeira ganhou fama primeiro como compositor na região. Embora já tenha feito muitos shows, só entrou no estúdio pela primeira vez aos 50 anos. Músico nato e sem nenhuma habilidade com partituras ou até mesmo com a escrita, ele conta essa experiência: “Quando fui gravar o produtor me pediu as músicas anotadas, eu só apontei pra cabeça dizendo que tava tudo na minha cabeça, ele achou que eu era um louco e não queria gravar. Aí eu disse pra ele botar um E (Mi maior) no teclado, ele botou e eu já “arrochei” a primeira música, que foi a canção “A Gigana Falou”. Quando acabou, ele ficou espantando, aí pedi outro tom e já fomos gravando tudo, eu ia dizendo na boca como era os solos da introdução e as músicas foram surgindo. No final, ele disse que eu era um fenômeno”, lembra o músico.

Show de Tonny Cajazeiras na Praça do Povo, 
na cidade de Chapadinha (MA)

O primeiro álbum levou o nome de Tonny Cajazeira para todo o estado do Maranhão e fora dele. Logo se expandiu com o ritmo brega nordestino (nascido no Pará, estado vizinho), ganhando força em toda a região. Suas músicas se tornaram um símbolo da cidade de Chapadinha, lugar para o qual rende muita de suas homenagens. É um orgulho local. Dizem ser ele um injustiçado por não ter tido a chance de mostrar seu talento para um público maior.

Atualmente Tonny faz cerca de três shows por semana viajando entre os povoados. Os hits mais conhecidos são os do primeiro disco, por isso, basta ele tocar qualquer coisa como “Cadeira de Bar”, “Pé de Cajazeira”, “Forma de Fazer Gente” ou a “Cigana Falou” que o sucesso é imediato. Seu maior sonho é “conseguir gravar as mais de 200 músicas já feitas que estão na minha cabeça e só consigo botar pra fora tocando”.

O jornalista e documentarista Dewis Caldas 
entrevista Tonny Cajazeira

Que tal baixar toda a discografia?
[1999] – Tonny Cajazeira 
[2001] – Reggae Chap
[2012] – Volume cinco


Por: Dewis Caldas - Chapadinhense, Jornalista, documentarista e pesquisador musical. Sua vida é viajar por esse país colhendo histórias de Tonnys Cajazeiras, lambadões e outros tantos talentos não descobertos dos fundões musicais brasileiros.



PUBLICIDADE



CHAPADINHA - Serviço de Inteligência da 4ª CI/PM Efetua Prisão Judicial


No final da manhã desta quarta-feira (9) por volta das 12h, o Serviço de Inteligência da 4ª Companhia Independente da Polícia Militar de Chapadinha, estava diligenciando pela rua Gonçalves Dias, no bairro São José, quando encontram o cidadão Raimundo Nonato de Oliveira Sousa.


Consta na lista de Ocorrências, que há um mandado de prisão expedido pelo Juiz Titular da 1ª Vara da Comarca de Chapadinha, contra o homem apreendido. O mesmo foi conduzido, pela guarniçaõ policial, para a Delegacia, para as devidas providências.



PUBLICIDADE



quarta-feira, 9 de abril de 2014

BURITI - Vereadora Vanúsia Flora DENUNCIA DESMATAMENTO no Município

Vereadora Vanusia Flora com seu esposo, Antonio Flora

A vereadora de Buriti da Inácia Vaz - município distante 74 km de Chapadinha, Vanusa Flora (PC do B) usou sua página pessoal na rede social Facebook para denunciar um desmatamento desenfreado que estava acontecendo nas poucas matas que ainda restam no referido município, na região do Baixo Parnaíba.

A edil, comunista que é, também, é sindicalista na condição de ambientalista e, fazendo o seu papel de vereadora, da qual os buritienses confiaram a ela, expressa sua revolta e explica a forma como ela agiu para coibir a ação criminosa.

Veja o que postou a parlamentar Vanusa Flora, na rede social:

"Como vereadora procurei a delegacia, registrei um B.O.; procurei o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, sr. Antonio Flora; o promotor de Justiça, Dr. Clodoaldo e o mesmo autorizou o comandante Werbert com mais um policial, para barrar o desmatamento desordenado. Segundo o representante da empresa Margusa afirmou que o responsável é o sr. Jordam, residente em Anapurus. Seja um fiscal das poucas florestas que restam em Buriti e no Brasil. Buriti faz parte da arpa. Devemos proteger nossos rios, riachos e garapés, do contrário teremos seca no futuro".










PUBLICIDADE



BAIXO PARNAÍBA: Parlamentares Visitarão Obras de Irrigação Abandonadas a Pedido de Simplício Araújo



A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (9), requerimento do deputado federal Simplício Araújo (Solidariedade/MA) que solicita a criação de uma comissão externa para vistoriar obras de irrigação inacabadas no Maranhão, em especial o Projeto Flores, na Barragem do Rio Flores, em Joselândia (MA); e Tabuleiro do São Bernardo, localizado no município de Magalhães de Almeida.

A situação dos projetos de irrigação que deveriam estar produzindo e contribuindo com a diminuição da pobreza gerando emprego e renda no Maranhão tem sido constante preocupação do parlamentar.O Projeto Flores está em completo abandono.

Segundo lembrou o deputado, o perímetro irrigado Tabuleiros de São Bernardo teve sua implantação iniciada em 1987, quando 11 mil hectares foram desapropriados pelo governo federal para implantação de 6.140 hectares de área irrigada. Após quase 30 anos, apenas cerca de 500 hectares foram realmente implantados.

Em Joselândia, a área irrigável do perímetro é de 1.720 hectares, onde chegou a ser implantada e entregue uma área de 500 hectares apenas. Encontrando-se hoje em total abandono e sucateamento, restam implantar 1.220 hectares na área em torno da Barragem do Rio Flores.

No ano passado, o parlamentar já havia protocolado requerimento de informação na Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) solicitando esclarecimentos sobre o andamento dos projetos e a retomada das obras.

Simplício acredita que a recuperação imediata dos perímetros, regularização dos lotes e avanço da implantação das áreas de irrigação dos perímetros do Flores, São Bernardo e também a implantação do perímetro de Boa Esperança/Rio Balseiro são fundamentais para as famílias que esperam há décadas a execução dos projetos.

*Da Assessoria


PUBLICIDADE



ARTIGO - Por: Alexandre Pinheiro - "A Violência Nossa de Cada Dia"



É sempre uma tarefa complicada tratar de temas complexos no calor de eventos traumáticos e revoltantes como a morte de mais um trabalhador vitimado por marginais, o que acabou por escancarar a situação de insegurança que Chapadinha se encontra mergulhada.

Nas reações por redes sociais e em conversa de rua se procura culpados com a mesma facilidade com que se defende o perigoso “olho por olho” que pode levar cegueira com relação à visão geral do problema e produzir outras vítimas inocentes com linchamentos ou coisas do gênero. Apesar da complexidade do problema três pontos – a meu ver – se mostram mais óbvios como geradores do quadro: o pequeno número de policiais, a falta de investigação e inteligência e o avanço das drogas sem que os governos tenham campanhas preventivas contra elas.

Falta de Policiais

Qualquer medida que se possa esperar no combate ao crime depende de um efetivo muito maior que o contamos em Chapadinha. Sem equipamentos nossos poucos policiais são verdadeiros heróis, mas é impossível um serviço a contento com o número de agentes da lei que dispomos.

Quem quiser fazer algo urgente para conter a onda de violência em Chapadinha deve buscar meios para sensibilizar o governo do estado para o aumento dos efetivos das polícias civil e militar. Com a palavra deputados, prefeitos e lideranças políticas que dizem ter prestígio com os atuais mandatários do estado.

Investigação e Inteligência

Se fizermos um apanhado dos 10 últimos homicídios aqui registrados constataremos que se um chegou a ser devidamente esclarecido é muito. Para retirar bandidos das ruas prendendo ou dissuadir diante da possibilidade de prisão é preciso investigação que consiga produzir provas e até antecipação à prática criminosa por meio de um serviço de inteligência eficiente. Mas as condições para investigações e serviços de inteligência recaem na mesma falta de efetivo e equipamentos que é obrigação da esfera estadual. Por enquanto a falta de elucidação é convite para novos crimes.

Prevenção às Drogas

Do Plano Nacional de Combate ao Crack do Governo Federal que aqui não chegou ao PROERD (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência) que foi interrompido em 2013 pela Gestão Municipal, Chapadinha segue sem políticas públicas de prevenção ao abuso das drogas. Enquanto os especialistas apontam o aumento da violência como consequência do avanço das drogas e em especial do Crack não temos ações governamentais de tratamento ou prevenção.

Problema de Todos

Embora evidentes as obrigações das diferentes esferas governamentais a responsabilidade com o drama da criminalidade é de todos na constatação de que vítimas e algozes saem da mesma sociedade que tem famílias, igrejas, escolas e sociedade civil que precisam se organizar para fazer alguma coisa, a começar pela cobrança às autoridades.


PUBLICIDADE



CHAPADINHA - Operadora de Telefonia Móvel VIVO Deixa Usuários sem Sinal... Mais Uma Vez....


Clientes da Operadora de Telefonia Móvel VIVO estão sem em todo o município de Chapadinha deste o início da noite desta terça-feira (8).

Reclamações por todos os cantos e, mesmo, sem a devida prestação de serviços aos seus usuários, até o momento nem uma resposta concreta por parte da empresa, até este momento.

Não é de agora que a Operadora de telefonia móvel, VIVO, vem apresentando péssimos serviços aos seus usuários de Chapadinha, mas convenhamos que neste primeiros meses deste ano de 2014, a Operadora superou todos  os meses/anos anteriores na falha em seus serviços.
Na três últimas semanas foram diversas vezes que os Chapadinhenses ficaram sem comunicação móvel devido a esses péssimos serviços oferecidos pela Operadora VIVO, a qual demonstra desrespeito para com seu público, e consequentemente gerando um grande descaso para com os usuários da cidade.
Desde o início da noite desta terça-feira (8) - e até o fechamento desta postagem (10h14 desta quarta-feira, dia 9) a Operadora está sem oferecer o sinal de telefonia móvel e Internet aos usuários da cidade. Portanto, aqueles que necessitavam e necessitam de ligar para algum parente/amigos/tratar assunto de trabalhos... distante, ou vice-versa, não puderam fazer isso, e assim, a Operadora deixa, mais uma vez, seus clientes ainda mais frustrados com os serviços da Operadora em questão.

*O sinal foi reestabelecido por volta das 10h30, desta quarta (9)
RECLAMAÇÕES
Usuários podem fazer suas reclamações ligando para a ANATEL, a central de atendimento da Anatel funciona de segunda à sexta-feira das 8h às 20h, ligue 1331 para registrar RECLAMAÇÕES e DENÚNCIAS contra operadoras, além de sugestões ou pedidos de informações.
DIREITOS DO CONSUMIDOR

A partir de 30 minutos de interrupção do serviço, o consumidor tem o direito ao abatimento proporcional do valor da assinatura (1 dia de interrupção = 1 dia de desconto). Se o problema atingir, no mínimo 10% da base de clientes, a operadora (de telefonia fixa ou móvel) deve fazer ampla divulgação sobre o ocorrido.

Caso o abatimento não seja concedido, o consumidor deve procurar um órgão de defesa do consumidor ou a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e registrar uma reclamação.




PUBLICIDADE


SANTA QUITÉRIA - PM Recupera Motos Roubadas

FAN 150 2013, de cor vermelha, Chassi 9C2KC1670DR452875.

No último sábado (5) houveram várias denúncias por parte da comunidade, de veículos possivelmente roubados. Estavam no povoado Facão, município de Santa Quitéria do MA.

No local foram constatados veículos com irregularidades, sendo que além da moto da foto acima, foram recuperados, também os seguintes:


FAN 125, de cor preta 2011, Chassi 9C2JC4168523801.


Brós 150, de cor preta 2010, Chassi 9C2KD0530AR014954.




PUBLICIDADE



CHAPADINHA - Homem é Morto Durante Tentativa de Assalto

Jorge Oliveira da Conceição, de 37 anos, irmão do Manim Chaveiro, morador do Bairro da Corrente, foi assassinado na noite desta terça-feira (8), com um tiro nas costas, ao tentar escapar de um assaltante, quando retornava, com dois amigos, do interior para a sede de Chapadinha. O crime ocorreu na localidade Poções, próximo a uma ponte sobre o Rio Munim.

Os três retornavam de um povoado, cada um em uma moto, quando foram abordados por dois motociclistas, que estavam de capacete. Os bandidos teriam pedido pra eles pararem, mas ao perceberem que se tratava de uma tentativa de assalto, eles resolveram acelerar e passar direto. Jorge foi o último a passar pelos bandidos, que atiraram em sua direção e o acertaram nas costas. Ele morreu no local. Os ladrões fugiram sem levar a moto da vítima.

Jorge era muito conhecido em Chapadinha. Ele trabalhou no Mercadinho Pata Pata e no Supermercado São Marcos.



PUBLICIDADE



terça-feira, 8 de abril de 2014

CHAPADINHA - Menor Atira em Outro na Praça do Povo - Centro



Por volta de meio-dia, desta terça-feira, 8 de abril, um menor foi atingido com um tiro na perna, disparado por outro menor. O jovem foi encaminhado ao Hospital Antonio Pontes de Aguiar (HAPA) onde foi operado e passa bem.

Segundo informações, o jovem que atirou estava em uma bicicleta. Ao passar pelo outro, ele efetuou o disparo e evadiu-se do local. A vítima foi encontrada agonizando, por algumas pessoas que a socorreram.

Ainda não se sabe a causa da tentativa de homicídio.


PUBLICIDADE



CHAPADINHA - Papelaria Foi Assaltada Nesta Terça (8) no Centro



Dois elementos em uma moto assaltaram, nesta terça-feira (8) uma papelaria localizada na esquina da Rua Ananias Albuquerque com a Rua do Comércio, no Centro de Chapadinha. Segundo informações, levaram mais de R$ 2 Mil Reais.

Imagem meramente ilustrativa


PUBLICIDADE



...Enquanto Isso Em Brasília... Ministro do STF Nega Liminar para Acusado de Roubar Galinha

Divulgação
BRASÍLIA - O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou um pedido de liminar para arquivar ação penal contra um homem acusado de roubar um galo e uma galinha, avaliados em R$ 40. Segundo o ministro, o caso deve ser resolvido no mérito do habeas corpus, após manifestação do Ministério Público.
O caso chegou ao STF após percorrer todas as instâncias do Judiciário. Segundo a denúncia, Afanásio Maximiniano Guimarães tentou roubar uma galinha e um galo que estavam no galinheiro da vítima, Raimundo das Graças Miranda.
Depois o ocorrido, a Defensoria Pública pediu ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) que o processo fosse declarado extinto, uma vez que o acusado devolveu os animais. Apesar do pedido de aplicação do princípio da insignificância para encerrar o processo, a Justiça de Minas e o Superior Tribunal de Justiça (STJ), última instância da Justiça Federal, rejeitaram pedido para trancar a ação penal.
Ministro Luiz Fux
Ao analisar o caso no STF, o ministro Luiz Fux decidiu aguardar o julgamento do mérito do pedido para decidir a questão definitivamente. “A causa de pedir da medida liminar se confunde com o mérito da impetração, porquanto ambos referem-se à aplicabilidade, ou não, do princípio da insignificância no caso sub examine. Destarte, é recomendável que seja, desde logo, colhida a manifestação do Ministério Público Federal”, decidiu Fux.

PUBLICIDADE


PRF Abre Nesta Quarta (9) Inscrições de Concurso com Vagas para o Maranhão


Publicado, na edição desta terça-feira (8) do Diário Oficial da União, edital do concurso público da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para preenchimento de 216 vagas de agente-administrativo, com salário de R$ 2.043,17 e jornada de trabalho de 40 horas semanais. Do total das oportunidades, 5% são reservadas para pessoas com deficiência.

Os candidatos devem ter ensino médio completo para participar do concurso público. As vagas estão distribuídas nos Estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Pernambuco, Espírito Santo, Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Maranhão, Pará, Sergipe, Distrito Federal, Tocantins, Amazonas, Amapá e Roraima.

As inscrições ocorrem por pela internet, têm início nesta quarta-feira (9) e seguem até 30 de abril. A taxa de inscrição é de R$ 60. A seleção ocorre por meio de prova objetiva – com data provável de 25 de maio, e em todas as capitais – e investigação social.



PUBLICIDADE



ANIVERSARIANTES DO DIA....


COLUNA SOCIAL

Dentre os ANIVERSARIANTES DO DIA - nos congratulamos com os amigos Prof. João Damiani, Daguiane Aguiar e Joorayka Rego & Elister Jr. Que DEUS continue a abençoá-los! Fraternal abraço a todos!!!


PUBLICIDADE



CHAPADINHA - Turma Recursal Tem Novo Juiz


Frederico Feitosa

A turma recursal do polo judicial de Chapadinha têm novo membro. O juiz Frederico Feitosa de Oliveira, da Vara Única da Comarca de Cantanhede, tomou posse como membro titular da Turma Recursal Cível e Criminal de Chapadinha. A posse ocorreu nesta segunda-feira (07) no Gabinete da Corregedoria.

Foto: Nelma Sarney, Jose Jorge Junior, Marcia Chaves e Frederico Feitosa

As turmas recursais dos polos judiciais de Chapadinha e de Pinheiro têm novos membros. O juiz Frederico Feitosa de Oliveira, da Vara Única da Comarca de Cantanhede, tomou posse como membro titular da Turma Recursal Cível e Criminal de Chapadinha. No polo de Pinheiro, quem tomou posse com membro suplente foi o juiz José Jorge Figueiredo dos Anjos Junior, atualmente na Comarca de Guimarães. As posses ocorreram nesta segunda-feira (07), no Gabinete da Corregedoria.

DescentralizaçãoPor meio da Resolução 56/2012 foram criadas oito turmas recursais, descentralizando uma atividade que antes ficava concentrada em São Luís e Imperatriz. As turmas funcionam nas sedes dos polos judiciais do Estado, que são Bacabal, São Luís, Chapadinha, Presidente Dutra, Caxias, Pinheiro, Balsas, Imperatriz. Com a alteração, São Luís que tinha cinco turmas passou a ter apenas uma.

A Turma Recursal de Chapadinha contempla, além da sede, as comarcas de Anajatuba, Araioses, Brejo, Buriti, Cantanhede, Itapecuru Mirim, Magalhães de Almeida, Miranda do Norte, Presidente Vargas, São Benedito do Rio Preto, São Bernardo, Santa Quitéria do Maranhão, Tutóia, Urbano Santos e Vargem Grande.
A corregedora da Justiça, desembargadora Nelma Sarney, ao dar posse ao juiz Frederico Feitosa destacou a atuação do magistrado em sua unidade judicial e disse que espera o mesmo empenho nas atividades da turma e que poderá contar com todo apoio da Corregedoria.

*Resumido. Leia na íntegra no site do Poder Judiciário do MA.


PUBLICIDADE



CHAPADINHA - Baleco Anuncia Candidatura a Federal e Sinaliza Dobradinha com Levi Pontes

Baleco fez questão de ressaltar que pensou na unidade das forças que 
apoiam Flávio Dino e que já trabalha no lançamento de sua pré-candidatura


O presidente da Câmara Municipal de Chapadinha, vereador Nonato Baleco (PDT) deve anunciar oficialmente que concorrerá ao cargo de deputado federal e não mais a estadual como vinha se mantendo na condição de pré-candidato.

Em conversa com o blog (do Alexandre Pinheiro), Baleco disse que dois fatores pesaram na decisão: dados de pesquisa – em Chapadinha e Região – que indicam desejo de renovação e confirmam tendência de voto em candidatos locais para deputado federal e a necessidade da união dos partidos que apoiam Flávio Dino.

Analisando dados de pesquisa vi que a falta de representação da Região na Câmara Federal consolidou a resistência do povo em apoiar candidatos vindos de fora e por isso revolvemos colocar nosso nome à disposição”, declarou Baleco.

Sobre seu companheiro de chapa Baleco ressaltou que sempre declarou que em caso de não viabilizar sua candidatura a estadual o seu voto seria de Levi Pontes. “Mantive uma pré-candidatura a estadual exercendo meu direito de propor renovação e pretender representar o povo de Chapadinha, agora que vejo mais espaço e sentido político para fazer o mesmo disputando o cargo de federal, não tenho como negar voto a Levi Pontes por toda afinidade que temos no campo da oposição e toda história comum que temos na política de Chapadinha”, afirmou.

Baleco fez questão de ressaltar que pensou na unidade das forças que apoiam Flávio Dino e que já trabalha no lançamento de sua pré-candidatura de deputado federal envolvendo todos os partidos e lideranças da oposição em Chapadinha e Região.


PUBLICIDADE



Arquivo do blog