Dra. Maryane Veras

Dra. Maryane Veras

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

Armazem Paraíba

Armazem Paraíba

sábado, 20 de fevereiro de 2010

TERCEIRA PARALISAÇÃO NO PERÍODO DE UM ANO... CHAPADINHA NÃO DORMIU!

É incrível como num período inferior a um ano a Gestão Pública Municipal de Chapadinha, comandada por Danúbia Loyane, fora objeto de três paralisações do Serviço Público Municipal, além de outras manifestações populares de insatisfação por razões diversas, seja pelo não cumprimento de acordos firmados pelo Executivo, seja pelo péssimo estado em que a infraestrutura do município se encontra.

Os Servidores Públicos Municipais realizaram uma Assembléia Geral na sexta feira (19), às nove da manhã, direcionando-se logo em seguida para a prefeitura municipal onde, à frente, se localizaram durante todo o dia, culminando com o retorno do grupo para a sede do Sindicato (Sindchap) onde deliberou-se, em nova Assembléia, pela paralisação do Serviço Público Municipal no setor da educação devido à completa ausência de esclarecimentos por parte da senhora prefeita quanto ao não pagamento do abono salarial dos professores referente ao ano de 2009.

Um contingente cada vez maior de servidores tem aderido às mobilizações do SINDCHAP, especialmente porque tem identificado na entidade uma voz legítima e imparcial da insatisfação da sociedade chapadinhense com o Poder Público Municipal que, de certa forma, prefere continuar "cobrindo o Sol com a peneira" e menosprezando a categoria e, ainda, subestimando sua força, procurando possíveis justificativas político-eleitoreiras para a iniciativa da sociedade em reivindicar a melhoria da administração pública municipal.

O relacionamento dos Servidores Públicos Municipais e a Administração do município precisa ser visto como uma situação delicada e que demanda atenção especial seja da sociedade chapadinhense como um todo, seja da própria Administração, além da sociedade maranhense (e lideranças estaduais) que, de certa forma, precisa(m) estar ciente(s) dessa realidade e, se possível, contribuir para um desfecho satisfatório a essa bola de neve que cada vez mais se avoluma desde o início de 2009.
Por: Professor Jânio Ayres
Secretário Geral
SINDCHAP - http://www.sindchap.blogspot.com/

Juíza declara (Magno Bacelar) Nota 10 sem partido

Por: Walter Rodrigues - www.walter-rodrigues.jor.br
Está sem partido e portanto inelegível em outubro o deputado e ex-prefeito de Chapadinha, Magno Bacelar (foto), o "Nota 10", um dos políticos mais ricos e influentes do interior do Maranhão.

A sentença da juíza eleitoral Andréa Furtado Lago baseia-se na constação de que o deputado tinha dupla filiação. Ele ingressou no PV do deputado Sarney Filho sem formalizar sua desfiliação do DEM e perdeu o prazo legal para optar entre os dois. Consequentemente, a juíza declarou nulos ambos os registros partidários. Ainda cabe recurso ao TRE e depois ao TSE.

Rebelião

Professores e membros do Sindchap em frente a Prefeitura Municipal de Chapadinha
"Nota 10" realmente não está nos seus melhores dias. Ainda ontem (sexta-feira, 19), enquanto recebia a notícia de que fora praticamente banido das próximas eleições, soube também que a sede da prefeitura de Chapadinha, a 252 km de São Luís, estava cercada por centenas de pessoas zangadas. Eram os professores, irritados com o atraso no pagamentos salários. Chapadinha, onde Magno Bacelar já foi prefeito, atualmente é governada por Danúbia Carneiro.

NOTA DESTE BLOG - Na verdade, os professores estavam em frente a Prefeitura de Chapadinha, reivindicando o pagamento do Abono, que segundo alguns manifestantes, algumas prefeituras de municípios circunvizinhos, já teriam efetuado este pagamento nos últimos meses do ano de 2009, enquanto que em Chapadinha o Sindicato (Sindchap) tem achado dificuldades para encontrar a prefeita para tratarem deste assunto.

Chapadinha Sedia Encontro Sobre Cultura no Meio Rural

A Sociedade Maranhense de Direitos Humanos e o Ministério de Desenvolvimento Agrário, por meio da Delegacia Federal do Desenvolvimento Agrário, promovem uma Oficina de Cultura e Desenvolvimento Territorial, no Território do Baixo Parnaíba.

De acordo com Vicente Carlos de Mesquita Neto, Presidente do Conselho Diretor da SMDH, a Oficina tem por objetivos:
- Compartilhar experiências de cultura desenvolvidas no Estado e a sua inserção e ampliação nos processos fomentados pela estratégia de desenvolvimento territorial;
- Construir estratégias e instrumentos de suporte a inserção do debate e prática de cultura nas dinâmicas de desenvolvimento dos territórios rurais e;
- Identificar e promover ações mobilizadoras do potencial cultural das comunidades que habitam os territórios, no sentido da valorização da identidade regional por meio de articulações que estimulem a qualidade das relações humana e social do meio rural.

Parceiro da iniciativa, o Ministério de Desenvolvimento Agrário (MDA), representado por José Inácio Rodrigues (Delegado Federal do MDA) ressalta que a Oficina pretende estimular e fortalecer a articulação entre as entidades e organizações com vistas à construção de parcerias para construção de uma política de cultura para os territórios e abrir espaço para a discussão das estratégias e ações para inserção da cultura no processo de desenvolvimento territorial.
Em Chapadinha
O evento acontece nos dias 23 e 24 de fevereiro, no Auditório do Hotel Creuza Lopes.

A Guerra das Bandas e a Fogueira das Vaidades

Por: Alexandre Pinheiro - Blog do Alexandre
Assim como no post abaixo, outro acontecimento nos bastidores do carnaval acabou ganhando as ruas de forma distorcida. Uma briga entre as bandas do palco e dos trios ou um suposto boicote de Magno e Danúbia contra o bloco Agitos-Cangaias.

Vamos aos fatos:
Um acordo entre a comissão organizadora e a direção dos blocos estabeleceu o limite de uma hora para a apresentação destes no corredor da Praça Irineu Galvão. Assim foi nos três primeiros dias. O intervalo foi colocado à disposição dos blocos, mas, atrasos acabaram por inviabilizar a utilização de todo o espaço, principalmente porque a alternância na seqüência da passagem dos blocos fazia com que o último a se apresentar excedesse o limite das 3h da manhã.

No último dia a ordem foi invertida em comum acordo. O BCC que deveria ser o segundo bloco a desfilar foi o primeiro a chegar à avenida, tendo sido secundado pelo bloco Agitos-Cangaia que, pelo sorteio abriria o desfile.

A banda que se apresentava no palco, Colo de Menina, agradou muito ao público presente, sendo, aliás, na opinião de muitos, a melhor de todas as noites de carnaval na praça. Houve, inclusive, pedidos para que a interrupção do som da banda para a passagem dos blocos fosse diminuída. Tanto a comissão organizadora, quanto a Prefeita Danúbia e o Secretário Magno ficaram com receio de que a potência sonora dos trios – muito inferior a do palco – não chegasse a todas as pessoas que lotavam a praça.

No momento em que o BCC entrou na Praça e a diferença de volume favorável ao palco ficou patente. Foi então que a prefeita decidiu estabelecer 10 minutos de apresentação para os blocos antes do retorno à sonorização oficial. Surpreendido com a decisão, ainda que sob protesto, Moraes do BCC resolveu cumprir o determinado e retirou o trio.

Quando o bloco Agitos chegou à praça, uma série de erros aconteceu. Primeiro demorou-se a desligar o som do palco gerando um acirramento de ânimos entre as bandas do trio e do palco. Quando a prefeita foi advertida do erro tratou de dispensar ao Agitos o mesmo tratamento dado ao BCC. Ocorreu que, neste momento, a banda Colo de Menina declarou que estava dando sua apresentação por encerrada, desligou o som e fechou as cortinas.

O Bloco Agitos decidiu antecipar a saída deixando a multidão sem som algum. Foi então que a prefeita se dirigiu ao palco e solicitou que a Colo de Menina retomasse o show o que foi feito e os foliões puderam brincar até o final do carnaval 2010.

O Boicote que não Houve
Chegaram a levantar um hipotético boicote ao bloco Agitos-Cangaia por parte de Magno Bacelar e Danúbia. Ora, ambos são patrocinadores do bloco, se quisessem ou tivessem motivos pra isso, teriam deixado de patrocinar o bloco. Porque é muito difícil explicar alguém atrapalhando algo que apadrinhou financeiramente. Magno e Danúbia erraram ao atropelar a comissão organizadora, mas podem, com esta atitude, ter evitado um tumulto justamente no encerramento do carnaval.

A guerra de bandas tem a ver com a mesma concorrência comercial que contamina os dirigentes de blocos carnavalescos nestes períodos e acabaram por colocar os dirigentes municipais no fogo cruzado da fogueira das vaidades.
Foto de William Fernandes, Carnaval 2010, Praça Irineu Galvão

A Briga do Camarote

Por: Alexandre Pinheiro - Blog do Alexandre
Durante o carnaval, dois acontecimentos envolvendo a prefeita Danúbia ganharam repercussão e viraram alvo de boatos.

O primeiro deles diz respeito a um desentendimento entre a prefeita e o advogado Erik Marinho nos camarotes, domingo (dia 14) à noite. Segundo apurou o blog, na verdade houve uma discussão entre o empresário Neném (da Majovep) e a prefeita. O incidente aconteceu quando o empresário supostamente convidou algumas personalidades políticas que estavam no camarote do advogado Aldy Júnior para visitar o camarote da prefeita, que ficava ao lado, para propor a prorrogação, sob custas do grupo, da festa que acontecia na Praça do Povo.

Presentes no camarote, além de Aldy Júnior, o deputado estadual Marcos Caldas, a empresária Ducilene e Erik Marinho. Aldy declinou do convite, achou melhor não ir até seus adversários naquele momento, o mesmo acontecendo com Marcos Caldas. Inicialmente, Ducilene teria concordado em ir, mas teria sido demovida da idéia por uma das pessoas presentes. Partiram, então, Neném e Erik, que foram recebidos amistosamente, mas sem muita empolgação por Magno e Danúbia.

No exato momento em que os dois chegam ao camarote a banda parava de tocar. Enquanto Magno conversava com Erik, Neném teria perguntado se a interrupção não teria ocorrido por falta de pagamento. A prefeita, já sem esconder certa irritação, explicou que o encerramento decorria em função do horário previamente acordado com a segurança pública. Após o episódio, Danúbia teria se afastado do grupo e, na seqüência, Neném haveria se referido a ela com xingamentos.

Neste momento, Danúbia teria partido para tomar satisfação com Neném, obrigando Magno e outras pessoas a intervirem para conter os ânimos. Neném e Erik foram retirados do local e o clima voltou à normalidade. Ouvido pelo blog, o advogado Erik Marinho informou que em momento algum tomou parte na discussão e que não restou nenhum constrangimento entre ele o casal de gestores e disse lamentar que um caso banal tivesse gerado tantos boatos.
Foto: William Fernandes

Preso jovem acusado de matar o próprio pai

Em Chapadinha, a Polícia Civil prendeu um homem acusado de matar o próprio pai. O suspeito confessou tudo. Na delegacia, ele disse que cometeu o crime porque o pai reclamava bastante do consumo excessivo de bebida alcoólica por parte do filho.

Railson de Sousa Ferreira, de 20 anos, é suspeito de ter disparado um tiro de revólver na cabeça do próprio pai, o lavrador Ananias Conceição da Silva, de 42 anos, no último dia 13. O corpo foi encontrado às margens da MA-026, próximo á entrada da cidade de Timbiras.

Railson foi preso em Chapadinha para onde teria fugido depois de receber R$ 100,00 de seu comparsa, após o crime. A polícia desconfiou e ao investigar descobriu a participação dele na execução do lavrador em parceria com um homem identificado como Edinaldo, o "Azedão", morador do bairro timbirense São Sebastião. Ele confessou.

Os dois tinham desentendimentos por motivos fúteis, na opinião do delegado Rômulo Vasconcelos, com a vítima. Railson, por exemplo, diz que não gostava do pai porque ele reclamava muito da cachaça que o suspeito bebia.

O delegado afirma que "Azedão", que está foragido, já está sendo procurado e logo será preso.
Imirante.com

PM é morto com 18 facadas em Água Doce do Maranhão

Por Luis Carlos Júnior - Blog TvMirante
O caso aconteceu na terça-feira de carnaval (16) na cidade de Água Doce do Maranhão, distante 170 km de Chapadinha, na região do Baixo Parnaíba.
De acordo com o Comando da 4ª Companhia Independente de Polícia Militar, o soldado Manoel Rodrigues Costa Neto, natural de Caxias, estava de serviço na noite do último dia de carnaval, quando resolveu abordar Raimundo Nonato Alves da Silva (foto), conhecido como “Jumentinho”, de 29 anos de idade.

No momento em que o soldado da PM tentou efetuar a prisão do mesmo, "Jumentinho" armado com uma faca, numa ação rápida se atracou com o policial, aplicando lhe 18 facadas. O soldado Costa Neto, morreu na hora. Assim que soube do fato, o Major Edvaldo Mesquita, determinou que uma equipe de policiais, fosse até o município de Água Doce para capturar o criminoso.

Na madrugada da última quinta-feira (18), “Jumentinho” foi localizado e preso numa ilha localizada no município. Por determinação do Comando-Geral da Polícia Militar, o acusado foi transferido para o CDP (Centro de Detenção Provisória) de Chapadinha.

Homem estupra e mata mulher dentro de açude em Vargem Grande

Um homem identificado por Josimar Borges, conhecido por “Pancada”, 25 anos, estuprou e matou uma mulher num açude no município de Vargem Grande, distante a 178 quilômetros de São Luís. O crime aconteceu no último dia 14.
De acordo com informações da polícia, a vítima identificada por Luzia Martins Póvoas, conheceu Josimar no circuito de Carnaval na cidade quando saíram do local para conversar.
Já próximo ao açude, Josimar estuprou a vítima que ainda tentou resistir mas foi morta dentro do açude pelo acusado.
Josimar foi preso pelos policiais civis de Vargem Grande, após várias buscas.

Arquivo do blog