Dra. Maryane Veras

Dra. Maryane Veras

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

Armazem Paraíba

Armazem Paraíba

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Crise do Galo esquenta política

Paulo Neto Acusa Galo de Receber 50 Mil
Quem voltou ao noticiário tirando casquinha da polêmica da derrota do Chapadinha foi o deputado Paulo Neto. O deputado que estava sumido da mídia desde o esquecimento do caso Bertinprefeito de Presidente Vargas assassinado sem que até hoje a polícia tenha apontado satisfatoriamente os culpados, voltou à tona denunciando suposta armação durante o jogo do Chapadinha contra o Viana, pela segunda divisão estadual. O parlamentar declarou que o Chapadinha teria recebido 50 mil reais para e que esse dinheiro seria usado pra colocar os salários dos atletas em dia: “essa molecagem custou R$ 50 mil. Se tu estivesse sem receber, vendo teus filhos passando fome, farias o quê? Ninguém aguenta uma situação dessa”, declarou. Neto anunciou que faria um discurso nesta segunda-feira (19) apresentando fatos que comprovariam o que dissera. No discurso da tribuna da Assembleia, o deputado afirmou não ter prova sobre a armação e que se baseara em comentários do povo da cidade de Chapadinha.

Danúbia: Paulo Neto é o Pior Bandido
Em entrevista ao GloboEsporte.com a Prefeita Danúbia respondeu ao Deputado Paulo Neto de forma dura. Veja abaixo o teor da resposta da Prefeita.

Conversas e brigas políticas. Essas foram as justificativas da prefeita de Chapadinha, Danúbia Carneiro (PR), para as acusações de armação de resultado e suborno na derrota do time de sua cidade para o Viana, por 11 a 0, pela Série B do Maranhense. Indagada sobre as longas conversas que teve com o prefeito vianense no intervalo da partida, ela explicou:
- Realmente teve a conversa para que eu fosse apresentada ao prefeito de Viana. Não foi relacionada ao jogo. Não tenho envolvimento com o time, sou apenas madrinha. Falamos muito do governo do estado, eleição, quem seria candidato a deputado.

Neste domingo (19), o deputado Paulo Neto (PHS), seu adversário político, revelou que a prefeita e o ex-prefeito e atual presidente do Chapadinha, Magno Bacelar, teriam concordado com o pagamento de R$ 50 mil para os jogadores entregarem a partida e para solucionar problemas de salários atrasados. Informação também rechaçada.
- Nunca recebemos dinheiro. Não fomos para Viana negociar, fomos para jogar. Isso não existe. Dou a minha palavra. Se fosse para receber R$ 50 mil, eu não sairia de Chapadinha para entregar campeonato ao Viana. Nem proposta teve. Mas sempre fazem bandidagem com os pequenos no Campeonato Maranhense. Paulo Neto nem pode falar nada. É o pior bandido do Baixo Parnaíba. Quem acompanha sabe. Agora ele vai ter que provar. Isso não vai ser um trampolim político.

A revolta de Danúbia Carneiro, no entanto, não é somente com o rival das urnas. Durante a partida em Viana, ela admitiu que vestiu a camisa de torcedora e não aceitou a atuação passiva do Chapadinha.
- Quando já estava perdendo de quatro, cinco a zero eles disseram que não era de propósito e eu chamei de filho da p… Esculhambei como torcedora. Saí do estádio sem cumprimentar o time. De tanta raiva pelos jogadores não vestirem a camisa como deviam.

Por fim, a política sugeriu uma solução para toda a polêmica:
- Acho que devia cancelar tudo e colocar os jogos em São Luís. Que vença o melhor. Tem que repetir, mas com juiz de fora. Não aceitamos árbitro maranhenses.

A Federação abriu uma sindicância para apurar os fatos e espera anunciar uma solução dentro de 10 dias.

Magno Pede Investigação Geral
Depois de ouvir o discurso do Deputado Paulo Neto, o ex-prefeito e atual secretário do governo do estado Magno Bacelar, em entrevista á Rádio Mirante de São Luís, disse nada temer quanto a uma provável investigação sobre o jogo da segunda divisão. Para o ex-prefeito, estão tentando usar o resultado do jogo com objetivo político, se declarou extremamente surpreso com a leviandade de um deputado que, sem apresentar uma prova sequer anda enlameado o nome de uma cidade inteira e disse que é hora do Maranhão inteiro exigir o esclarecimento definitivo da morte do prefeito Bertin.

Danúbia Reafirma Entrevista ao Globo Esporte
Indagada pelo radialista Geraldo Castro (Mirante AM, de SL), sobre haver usado o termo “pior bandido do Baixo Parnaíba” em referência ao deputado Paulo Neto, Danúbia citou alguns fatos da vida de Paulo Neto, como o caso da corrupção no município de Presidente Vargas, o assassinato de Bertin e ainda, de forma indireta a prisão de familiares do deputado para dizer que “por, tudo isso, ele não tem comportamento compatível com uma pessoa pública ou com um representante do povo”, finalizou Danúbia.
Por Alexandre Pinheiro - http://www.alexandre-pinheiro.blogspot.com/
Com Informações de Décio Sá e GloboEsporte.com

Nenhum comentário:

Arquivo do blog