Chapadinha Gás

Chapadinha Gás

Gráfica Editora Escolar

Gráfica Editora Escolar

FACSU - Faculdade Sucesso

FACSU - Faculdade Sucesso
Polo Chapadinha/MA

quarta-feira, 7 de julho de 2021

CHAPADINHA | Governo do Estado Amplia Atendimento de Hemodiálise no HRC; e Município Recebe 50 Cadeiras de Rodas


Chapadinha (MA) - Quarta-Feira, 07.Julho.2021

Secom

Nesta terça-feira (06), o município de Chapadinha e região foi beneficiada pelo Governo do Estado, com a ampliação do atendimento de Hemodiálise no Hospital Regional (HRC), com a ativação de mais 7 cadeiras para tratamento dos pacientes que necessitam desse serviço de saúde.

O hospital, que já contava com oito cadeiras de hemodiálise,
agora possui 15 equipamentos. (Foto: Márcio Sampaio)

Com isso, foi ampliado de 42 para 90 a capacidade de atendimento de pacientes que precisam do tratamento de hemodiálise no HRC.


Para o momento, recebemos a visita em nosso município do vice-Governador, Carlos Brandão, do secretário estadual de Saúde, Carlos Lula, Presidente da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares, Marcos Grande, além dos deputados Paulo Neto e Thaiza Hortegal.

Acompanharam a agenda, os vereadores Nildo Santos, Nildinha Teles, Alberto Carlos, Marinete, Vânia, Netinho Gedeão, Itamar Macedo. Também presentes, o secretário municipal de Articulação Política, Aluízio Santos e o vice-prefeito, Leví Pontes.

Município é Beneficiado com 50 Cadeiras de Rodas


O município de Chapadinha, também, foi beneficiado com 50 cadeiras de rodas, pelo Governo do Estado. Para a entrega esteve presente a Prefeita, Ducilene Belezinha, o vice-governador do Estado, Carlos Brandão, e o secretário estadual de Saúde, Carlos Lula.

A entrega foi feita no Centro de Ensino Integral Raimundo Araújo e contou com a presença dos beneficiários das cadeiras, além das autoridades da cidade e de municípios vizinhos.

..................................................................

Matéria Relacionada:

Governo amplia serviço de hemodiálise e dobra capacidade de atendimento em Chapadinha



Com um novo investimento na rede de assistência aos pacientes renais crônicos, o Governo do Estado ampliou a capacidade de atendimento do serviço de hemodiálise em Chapadinha. Nesta terça-feira (6), a Secretaria de Estado da Saúde (SES) entregou, no Hospital Regional de Chapadinha (HRC), novas cadeiras de hemodiálise, aumentando de 42 para 90 o número de pacientes que poderão realizar o procedimento na unidade.

Maria Cardoso Silva (Foto: Márcio Sampaio)

Os investimentos beneficiam pessoas como Maria Cardoso Silva, de 37 anos, que não precisa mais se deslocar até São Luís para realizar o procedimento. “Há pelo menos quatro meses preciso fazer o procedimento de hemodiálise três vezes na semana. Antes, eu precisava ir até São Luís, mas agora posso fazer aqui mesmo na minha cidade. As pessoas são ótimas e eu só tenho a agradecer pela forma como cuidam da gente”, contou Maria.

José Cardoso (Foto: Márcio Sampaio)

José Cardoso, de 55 anos, também comemorou a entrega das novas cadeiras, já que também precisava se deslocar até a capital para fazer o procedimento de diálise três vezes na semana. “Eu fiquei muito contente quando soube dessa ampliação. A gente chega cansado e sai também cansado da sessão, então é muito melhor fazer perto de casa. Com certeza será algo bom para outras pessoas como está sendo para mim”, disse o paciente.

O hospital, que já contava com oito cadeiras de hemodiálise,
agora possui 15 equipamentos. (Foto: Márcio Sampaio)
 
O hospital, que já contava com oito cadeiras de hemodiálise, agora possui 15 equipamentos. Os pacientes renais crônicos são acompanhados por uma equipe especializada. Além do médico nefrologista de plantão, os pacientes contam com o apoio de psicólogos, nutricionistas e assistência farmacêutica. O vice-governador do estado, Carlos Brandão; e o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, acompanharam, nesta terça-feira, os atendimentos com os serviços já ampliados.

Com esta ampliação, ganham os pacientes, mas também os seus familiares, que poderão acompanhar o tratamento de perto, enquanto os pacientes vão poder receber um tratamento digno e ao lado das pessoas que lhes querem bem, evitando o desconforto de longas viagens”, disse o vice-governador, Carlos Brandão.

Desde quando foi inaugurado pelo Governo do Estado, em 2018, o serviço de hemodiálise do hospital já realizou mais de 18 mil atendimentos. “Ao funcionar de forma descentralizada, o serviço em Chapadinha evita o translado dos pacientes para localidades mais distantes. O paciente renal crônico, por si só, já tem a saúde debilitada. Com o atendimento em Chapadinha, facilitamos o acesso desses pacientes ao procedimento”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

O diretor geral do Hospital Regional de Chapadinha, Francisco de Assis, conta que a ampliação garante qualidade de vida. “O principal benefício é a oportunidade que essas pessoas têm de evitar grandes deslocamentos, e, com isso, também diminuir os gastos, uma vez que alguns precisam realizar três sessões por semana”, destacou.


Ampliação

Os investimentos em Chapadinha integram as ações que vêm sendo realizadas pelo Governo para ampliar a rede de assistência aos pacientes renais crônicos. Quando o governador Flávio Dino assumiu a gestão, em 2014, o estado contava com 25 máquinas de diálise no Hospital Dr. Carlos Macieira (HCM), em São Luís, funcionando em apenas dois turnos. Com a estrutura, apenas 100 pacientes eram atendidos.

Em 2021, a rede estadual de saúde conta com mais de 290 máquinas. Com a abertura de novos serviços e a ampliação de turno nas unidades já existentes, a capacidade de atendimento da gestão estadual, que era de apenas 100 pacientes, passou a ser de 1.728 pacientes.

Atualmente, os serviços estão localizados no Hospital Dr. Carlos Macieira, no Hospital Geral da Vila Luizão, no Centro de Hemodiálise São Luís, no Hospital Regional de Chapadinha, além de serviços nas cidades de Bacabal, Caxias, Açailândia, Pinheiro e Balsas. A gestão estadual também estabeleceu uma pactuação com o município de Floriano, no Piauí, garantindo atendimento aos mais de 90 pacientes.


Publicidade


Nenhum comentário:

Arquivo do blog