Dra. Maryane Veras

Dra. Maryane Veras

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

Hortifruti Fernandes

Hortifruti Fernandes
Travessa 15 de Novembro - Centro (ao lado da extinta Escola Amélia Almeida / Semáforo)

Star Drinks

Star Drinks

Posto Ipiranga / Chapadinha

Posto Ipiranga / Chapadinha

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Técnicos da Agerp/Regional Chapadinha são Orientados Sobre Manuseio de Forrageiras na Ovinocaprinocultura

Técnicos agropecuários durante orientação sobre manuseio de forrageira. (Foto/Divulgação)


Cerca de 30 técnicos agropecuários da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), das regionais de Chapadinha e Itapecuru-Mirim, participaram, na sexta-feira (10), no município de Chapadinha, de uma orientação sobre manuseio de forrageiras destinadas aos agricultores familiares selecionados para o fortalecimento da cadeia produtiva de ovinocaprinocultura.


Serão beneficiadas 260 famílias de 13 municípios das regiões do Baixo Parnaíba e do Vale do Itapecuru: Araioses, Brejo, Buriti, Chapadinha, Magalhães de Almeida, Santa Quitéria do Maranhão, São Benedito do Rio Preto, São Bernardo, Tutóia, Vargem Grande, Urbano Santos, Paulino Neves e Presidente Vargas.

Cada beneficiário receberá fomento no valor de R$ 2.700 e terá em sua área a implantação de capineira, com a intenção de promover a segurança alimentar dos animais. Além disso, os agricultores vão receber um triturador forrageiro para o processamento de alimentos.

O presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, enfatizou a importância da capacitação promovida para o corpo técnico da instituição. De acordo com Mendonça, a Agerp estruturou um plano de capacitação voltado para as cadeias produtivas. “Inicialmente estamos capacitando os técnicos para manuseio de forrageiras, o que vai auxiliar na alimentação dos animais, e isso marca o início do programa e que vai culminar, também, na capacitação dos produtores. É muito importante essa capacitação que faz com o que os técnicos sejam agentes de transferência de tecnologias para que os equipamentos sejam utilizados da melhor forma possível pelos criadores”, ressaltou.

A cadeia produtiva de ovinocaprinocultura tem o objetivo de dar autonomia aos agricultores familiares de pequenas unidades de produção, de forma integrada, competitiva e sustentável, mediante o estímulo à difusão e adoção de práticas de manejo dos animais.

A gerente da Cadeia de Ovinocaprino, Juliana Carvalho, enfatizou a importância dessa orientação aos técnicos que prestarão assistência técnica direta aos criadores de ovino e caprino. “Os técnicos serão os multiplicadores e vão orientar de forma correta o manuseio dessas máquinas ao produtor, de forma que o agricultor consiga processar os alimentos aos animais corretamente”, disse.

Um dos técnicos que participou da orientação, Joel do Livramento, da Regional da Agerp de Chapadinha, contou que a capacitação é fundamental para que o técnico tenha todo o conhecimento para orientar os beneficiários. “Há uma demanda muito grande na criação de ovinocaprino e com o incentivo do Governo do Estado, por meio da Cadeia Produtiva, vai alavancar a produção do Baixo Parnaíba”, explicou Joel do Livramento.

A cadeia produtiva de ovinocaprinocultura é coordenada pelo Sistema da Agricultura Familiar, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF). O secretário da SAF, Adelmo Soares, destacou que o governador Flávio Dino é sensível ao desenvolvimento do Maranhão a partir da produção e que o fortalecimento das cadeias produtivas tornará o estado mais produtivo.

O Maranhão tem potencial em diversas cadeias, e estamos trabalhando para dar condições aos pequenos criadores de produzir e fortalecer ainda mais a agricultura familiar”, pontuou o secretário Adelmo Soares.


Publicidade



Postar um comentário

Arquivo do blog