Dra. Maryane Veras

Dra. Maryane Veras

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

Hortifruti Fernandes

Hortifruti Fernandes
Travessa 15 de Novembro - Centro (ao lado da extinta Escola Amélia Almeida / Semáforo)

Star Drinks

Star Drinks

Posto Ipiranga / Chapadinha

Posto Ipiranga / Chapadinha

quarta-feira, 22 de março de 2017

MA - Governo Anuncia "1ª Conferência Estadual de Saúde da Mulher", para Junho

Os desafios para integralidade com equidade serão debatidos durante a 1ª Conferência Estadual de Saúde da Mulher. Foto:Francisco Campos.


O Maranhão tem 6.569.683 habitantes. As mulheres representam mais de 50% da população maranhense. Para formular diretrizes para o fortalecimento dos programas, bem como ações da política estadual de saúde nesta área, o governador Flávio Dino convocou a 1ª Conferência Estadual de Saúde da Mulher (Cesmu), a ser realizada entre os dias 8 e 9 de junho deste ano, em São Luís.

A 1ª Conferência Estadual de Saúde da Mulher (Cesmu) reunirá cerca de 400 mulheres, gestoras, de entidades de classe, movimentos sociais e instituições voltadas à saúde, que deliberarão sobre as diretrizes para políticas públicas e a composição da delegação maranhense à 2ª Conferência Nacional de Saúde da Mulher, prevista para 1º a 4 de agosto, em Brasília.

A conferência, convocada pelo governador Flávio Dino, sob a temática “Saúde da Mulher: desafios para integralidade com equidade”, formulará diretrizes para políticas públicas, efetivando os princípios do Sistema Único de Saúde (SUS), como, por exemplo, a situação da saúde da mulher, do mesmo modo que as políticas públicas para as mulheres e a participação social.

A 1ª Conferência Estadual de Saúde da Mulher vai ser presidida pelo secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula. “Proteger a saúde das mulheres cria efeitos positivos em toda cadeia de assistência em saúde voltada para população. E é o que estamos fazemos na gestão do governador Flávio Dino, otimizando o acesso aos serviços e à melhoria de indicadores de saúde e, ainda, de qualidade de vida, inclusive com aportes e aperfeiçoamento da rede de atendimento nos municípios maranhenses”, disse o secretário Carlos Lula.

A chefe do Departamento de Atenção à Saúde da Mulher, Emanuela Brasileiro de Medeiros avalia que a Cesmu restaura um processo de mobilização social, que tem como foco a implementação da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Mulheres.

A conferência precisa reforçar a saúde integral e pública como um direito e a equidade como uma ferramenta para combater as desigualdades, especialmente as de gênero. O produto da conferência contribuirá para efetivação da Política de Atenção Integral à Saúde da Mulher no Estado”, diz Emanuela Brasileiro.

A fase preparatória já está em curso e, nos meses de março a abril, ainda, devem ocorrer as primeiras etapas territoriais e conferências livres. As conferências macrorregionais serão realizadas em seis territórios, que envolverão as 19 Unidades Regionais de Saúde (URS), como: São Luís, Imperatriz, Caxias, Codó ou Pedreiras, Presidente Dutra e Pinheiro.

Partindo do tema central “Saúde da Mulher: desafios para integralidade com equidade”, outras temáticas serão debatidas: a situação da saúde da mulher e os determinantes econômicos, sociais e ambientais do adoecimento; o papel do estado no desenvolvimento socioeconômico ambiental e seus reflexos na vida e na saúde das mulheres; o mundo do trabalho e suas consequências na vida e na saúde das mulheres; vulnerabilidades e equidade na vida e na saúde, bem como as políticas públicas e a participação social para esta área. “Todos esses eixos passam pela atenção integral e pela equidade, porque nosso objetivo é alcançar a equidade para as mulheres em todos os níveis da sua vida”, completou Emanuela Brasileiro.

Presente ao anuncio da 1ª Conferência Estadual de Saúde da Mulher, a secretária de Estado da Mulher, Laurinda Pinto, ressaltou a conjunção de esforços das pastas para efetivação de ações afirmativas para as mulheres. “O compromisso político, enquanto líder do nosso Estado se materializa em momentos como esse, em ações concretas e reais de conduzir uma equipe para garantir que as políticas públicas para as mulheres e as ações afirmativas aconteçam em todas as pastas”, disse Laurinda Pinto, após o governador Flávio Dino confirmar um pacote de ações para as mulheres, no Dia Internacional da Mulher.

Decreto 

O decreto de chamamento para a Conferência Estadual de Saúde das Mulheres, assinado pelo governador Flávio Dino e o secretário-chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares Silva, teve como testemunha a subsecretária de Estado da Saúde, Karla Trindade, no Dia Internacional da Mulher, além do anúncio de um pacote de ações voltadas para proteção e prevenção da saúde da mulher, entre elas na área da Saúde, com assinatura do Termo de Cooperação Técnica com a Organização Pan-Americana/Organização Mundial de Saúde.

O Termo de Cooperação Técnica com a Organização Pan-Americana/Organização Mundial de Saúde fortalece e aprimora a qualidade da assistência às crianças e mulheres, promovendo, ainda, o controle da hipertensão arterial, diabetes mellitus e a eliminação da hanseníase. São medidas adotadas pelo Governo voltadas para o público materno-infantil, para implementar as políticas públicas para a saúde da mulher.

O acordo de cooperação internacional entre a Secretaria de Estado da Saúde (SES) e a Organização Mundial da Saúde (OMS), permite a ampliação da oferta de serviços de planejamento reprodutivo, como o Centro Sentinela de Planejamento Reprodutivo, inaugurado em janeiro, no município de Balsas. Ainda em março, um novo Centro Sentinela de Planejamento Reprodutivo será instalado na Maternidade Benedito Leite, na capital do estado.


Publicidade



Postar um comentário

Arquivo do blog