STAR Clinic

STAR Clinic

Chapadinha Gás

Chapadinha Gás

Gráfica Editora Escolar

Gráfica Editora Escolar

Lojas Super Lar

Lojas Super Lar

Armazém Paraíba

Armazém Paraíba

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

LA NUOVA GIOVENTÚ

Werbron Guimarães Lima – Jovem Chapadinhense
 
As maiorias das novas conquistas políticas do Mundo saíram de movimentos liderados por jovens envolvidos com o desejo de mudanças ou pela manutenção da ordem.

No Brasil, os grandes projetos programáticos de gestão do país surgiram dos corredores acadêmicos.

Os universitários sempre foram o ponto de partida de grandes movimentos, diz-se universitário para conceituar em forma mais genérica o jovem cidadão com uma considerável base de informação democrática, um jovem com acesso a informações de variados canais e com um filtro crítico apurado sobre política e tudo que envolve seu entorno.

Um dos movimentos de força juvenil que mudaram o Brasil, garantindo, definitivamente, seu assento à democracia, foi o movimento intitulado de “Caras Pintadas” – forte movimento nascido pelo desejo da juventude em retirar Fernando Collor de Mello da Presidência da República, diante dos descasos sociais que judiavam a nação.

Pelo Mundo, em recentes movimentos, tem-se a Primavera Árabe.

Uma onda de protestos, revoltas e revoluções populares contra governos do mundo árabe que eclodiu em 2011, marcada, principalmente, pela participação de jovens conscientes de seus direitos e com o grande desejo de mudanças.

Esse movimento surgiu a partir do agravamento da situação de seus países, desencadeado pela crise econômica e, principalmente, pela falta de democracia.

A juventude não mais suportava assistir seus irmãos sofrerem com as elevadas taxas de desemprego e um alto custo dos alimentos promovidos pelos governos déspotas, de modo que os provocaram a pedir melhores condições de vida [países envolvidos Egito, Tunísia, Líbia, Síria, Iêmem e Barein].

Tem-se registro que a franca maioria dos protestantes são jovens, por isso, os protestos no Egito receberam o nome "Revolução da Juventude".

Jovens com acesso a internet e, ao contrário das gerações antecessoras, detêm estudos básicos e, até mesmo, graduação superior, de modo que se pode concluir que a mudança ou luta pela manutenção da ordem advêm do conhecimento [ponderação racional].

Outro famoso movimento de jovens surgiu ano passado [2011], nos United States of America, especificamente, em New York, intitulado OccupyWallStreet.

Surgiu como um movimento de protesto contra a desigualdade econômica e social, contra a ganância, a corrupção e a indevida influência das empresas - sobretudo do setor financeiro - no governo dos Estados Unidos.

Essa revolução, também se propagou pela internet, agora, diferentemente, da Revolução da Juventude Árabe, que teve como meio propagador da revolução a plataforma social, Facebook, a revolução Norte America teve como rede social, o twitter. Lançou-se aos jovens ianques a hashtag #OccupyWallStreet convocando quem usava o twitter para as ruas em luta contra o poder do mercado financeiro e das grandes corporações.

 
 
Werbron Lima voluntariamente distribuindo presentes em uma comunidade carente às margens da BR 222, próximo a Chapadinha, no Natal de 2011.
Clique aqui, e relembre a matéria postada aqui neste blog.
 
Pois bem.

A juventude Chapadinhense, a que tudo se apresenta nessas eleições municipais [2012], com diversas manifestações pelas ruas e pela internet, em especial, pelo Facebook, também apresenta sinais de maturidade.

A juventude chapadinhense cresce na mesma idade de nossa Constituição da Cidadã [1988 – 24 anos].

Ganhou maturidade e consciência política que estão assustando os políticos retrógrados ainda filhos dos carcomidos métodos da “república velha”, isto é, políticos que ainda insistem com discursos populistas.

A juventude Chapadinhense, revela-se nessas eleições, como quem que além de não aceitar, revolta-se, vai às ruas, mostra-se, grita e clama com argumentos racionais, contra quem ainda insiste em oferece favores políticos em troca de algum outro benefício – voto pelo bem.

A juventude chapadinhense, sarada pelo passado político desastroso que muito consequenciou um grande déficit educacional e social aos munícipes, principalmente, pela gestão de grupos políticos que em vez de representar honestamente apenas o interesse daqueles que o elegeram, passaram abusar do poder que tiveram em mãos para se perpetuar em cargos ou atingir outras metas, mostra-se atenta, crítica e desejosa de não mais ouvir promessas nefastas dos paternalistas, mas de ouvir e considerar os projetos programáticos sérios, consistentes e praticáveis dos candidatos a gestores.

A juventude passou a ponderar quem é o candidato(a) capaz de garantir, não mais gorjetas e cenas pastelões “de quem quer dinheiro” por suas esquinas, a juventude não quer saber de políticos ou grupos sem formações técnicas mínimas para gerir um Município da envergadura de Chapadinha – dada como pólo da Região e muito desejada por grandes empresas e corporações.

A juventude que agora vai às ruas, preocupa-se não com quem irá promover os melhores bailes no final de ano, com quem irá promover o melhor carnaval ou a festa da padroeira com o mais puro sentido mundano, não, não mais.

A juventude quer saber como, com quem, com que recurso, com qual habilidade o gestor(a) irá gerir o Município por longos quatro anos.

Isso, porque se preocupa com a educação básica, com a saúde, com economia e com os seus postos de empregos.

A juventude chapadinhense, revoluciona-se, em mesmo rumo do amadurecimento da democracia nacional.

Viva LA NUOVA GIOVENTÚ!

Viva a nova juventude Chapadinhense!

Viva a democracia!

 

Nenhum comentário:

Arquivo do blog