STAR Clinic

STAR Clinic

Chapadinha Gás

Chapadinha Gás

Gráfica Editora Escolar

Gráfica Editora Escolar

Lojas Super Lar

Lojas Super Lar

Armazém Paraíba

Armazém Paraíba

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Deputado reeleito Marcos Caldas foi assaltado

Marcos Caldas pode ter sido mais uma vítima da "saidinha" bancária

Acorda (Secretário de Segurança) Aluísio! Bandidos assaltam outro deputado

O deputado Marcos Caldas (PRB) foi assaltado por volta das 12h30, desta sexta-feira (15), no hall de entrada do Edifício Century (São Marcos), na capital São Luís, onde mantém um escritório. 

Dois homens apareceram do nada, empurraram o parlamentar e levaram sua pasta contendo documentos e menos de R$ 1 mil. A polícia está neste momento (13h) no local para dar início às investigações. 

Marcos Caldas disse ao blog acreditar que foi vítima da famosa “saidinha” bancária. “Estive no banco para pegar o extrato da conta de campanha e aprovetei para quitar alguns encargos. Não saquei dinheiro. Eles devem ter pensado que tinha feito saque e me seguiram”, desconfia o parlamentar, reeleito com 27.508 votos. 

O deputado contou que, além de talões de cheques e cartões de crédito, teve roubado documentos pessoais e da prestação de contas da campanha. “Até meu título levaram”, declarou ele. 

Durante o assalto os bandidos deram dos tiros: um no hall do prédio e outro do lado de fora. Niguém foi atingido. 

Pinheiro 
Marcos Caldas é o segundo deputado assaltado em menos de 20 dias. Na madrugada da eleição, dia 3, 12 homens invadiram o sítio do deputado Victor Mendes (PV) em Pinheiro e mantiveram o deputado, a mulher dele e amigos várias horas sob a mira de armas. 

Os bandidos jogaram álcool em Victor e na esposa e ameaçaram atear fogo. Como se não bastasse, colocaram uma arma na boca da mulher do deputado e ameaçaram apertar o gatilho. Os ladrões fugiram levando um carro e R$ 8 mil. O carro foi encontrado abandonado próximo ao sítio horas depois. 

A família Mendes está traumatizada e acredita em crime político. “Fizeram isso só para desestabilizar o Victor emocionalmente no dia da eleição”, disse um familiar ao blog

Em Pinheiro, todo mundo aponta o nome do suspeito. A polícia está fazendo diligências no Pará, mas ainda não localizou os ladrões.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog