Dra. Maryane Veras

Dra. Maryane Veras

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

Hortifruti Fernandes

Hortifruti Fernandes
Travessa 15 de Novembro - Centro (ao lado da extinta Escola Amélia Almeida / Semáforo)

Star Drinks

Star Drinks

Posto Ipiranga / Chapadinha

Posto Ipiranga / Chapadinha

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Governo Promove Expansão do Microcrédito Rural para Agricultores no Baixo Parnaíba

Agricultores familiares do Baixo Parnaíba reunidos com técnicos e gestores dos governos estadual e Federal

O Governo do Estado, por meio da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp), órgão vinculado à Secretaria de Agricultura Familiar (SAF), realizou na última terça-feira (24), no Sindicato dos Trabalhadores Rurais do município de Brejo, uma reunião com os beneficiários da Chamada Pública do Baixo Parnaíba.

Por meio da ação realizada pela Agerp, em parceria com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), mais de 800 agricultores dos municípios de Brejo, Milagres do Maranhão, Santa Quitéria e Buriti, tiveram a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre o programa Agroamigo, que visa levar crédito de forma orientada e acompanhada aos agricultores familiares.

O encontro teve como objetivo ainda, possibilitar o acesso ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF) e ampliar projetos produtivos da primeira fase da Chamada Pública do Baixo Parnaíba, que inclui os municípios: São Benditos, Urbano Santos, Chapadinha, Brejo, Milagres, Santa Quitéria e Mata Roma, Buriti e São Bernardo.

Durante o evento representantes do BNB apresentaram o programa Agroamigo citando os critérios e documentações necessárias, além de ressaltarem práticas que possibilitam a aplicação correta do crédito. Na ocasião, a coordenadora da Chamada Pública, Solange Pinto, respondeu as principais dúvidas sobre o programa Brasil Sem Miséria (PSBM), que tem como objetivo prestar Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) para famílias com renda mensal inferior a R$ 80 por pessoa e possibilitar o acesso a oportunidades de ocupação e aumento da renda familiar.

Além do benefício de R$ 2.400 fornecido pelo Governo federal, com o Pronaf os agricultores podem ampliar os projetos produtivos e ter renda duplicada. Para Solange Pinto, a primeira parcela do fomento contribuiu para retirar os produtores da zona de conforto e aumentar a capacidade de empreender. “Hoje, os agricultores estão mais ousados e sabem que podem diversificar e ampliar a produção. Isso impacta diretamente no panorama social e econômico dessas famílias, beneficiando não só a uma unidade produtiva familiar, mas também a todo município e ao Estado”, disse.

O agricultor Manuel Santos, morador do povoado São Raimundo, investiu a primeira parcela do fomento na criação de porcos para aumentar a renda obtida com a plantação de hortaliças. “Estou seguindo todas as orientações dos técnicos e não vou parar de investir, pois a renda e a qualidade de vida da minha família só têm aumentado. Pretendo levar o conhecimento adquirido aqui e compartilhar com minha comunidade”, afirmou.

O gestor do escritório regional de Chapadinha, Givanildo Ramos, destacou o esforço da Agerp em atender o público do Programa Brasil Sem Miséria, e a importância de parcerias para levar informação aos agricultores. “Reuniões como essa são fundamentais para que os agricultores familiares possam dar continuidade e obter êxito nos projetos produtivos. Nosso trabalho é prestar assistência técnica diferenciada ao homem do campo”, disse.

Participaram da reunião o gerente do Banco do Nordeste, Ilvan Oliveira, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Brejo (STTR), Domingos Viana, o presidente do Sindicato da Agricultura Familiar (Sintraf), Izalmir Santos e demais lideranças locais. As próximas reuniões da Chamada Pública acontecem nos municípios de São Bernardo, Araioses e Tutóia e vão contar com oficinas de políticas públicas, que serão ministradas para mais 800 beneficiários.



Publicidade



Postar um comentário

Arquivo do blog