Dra. Maryane Veras

Dra. Maryane Veras

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

Chapadinha Gás - Liquigás

Chapadinha Gás - Liquigás

Armazem Paraíba

Armazem Paraíba

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Governo Municipal Promove Troca de Comando na GCM de Chapadinha

Nonato entregou Carta de Agradecimento ao governo municipal


Diante do pedido de exoneração do comandante da Guarda Civil Municipal de Chapadinha, Subtenente/PM Raimundo Nonato, encaminhado à prefeita Ducilene Belezinha, a gestora promove mudança na instituição. O nome do novo comandante será anunciado somente nesta sexta-feira (3), na cerimônia de posse, às 17h.

Nonato já tinha colocado o cargo à disposição em outras ocasiões, mas a prefeita não havia aceito. Na manhã desta quinta-feira (2), o militar entregou uma Carta de Agradecimento à prefeita e ao secretário de Articulação Política, Aluízio Santos. Segundo Nonato, o pedido de exoneração “é particular e irrevogável”, mas se coloca à disposição para continuar contribuindo com o governo.

Nonato agradeceu à confiança depositada pela prefeita, e por ela ter dado aval ao seu trabalho, encaminhando à Câmara Municipal, Projeto de Lei que dispõe sobre a criação do Estatuto da Guarda Municipal. A prefeita já confirmou que Nonato assumirá nova função, em outra área, também importante da administração municipal.

Belezinha elogiou o trabalho do subtenente durante os sete meses à frente da GCM, destacando seu empenho e ressaltou que a decisão de deixar o comando da guarda foi exclusiva dele, que é peça importante no grupo e já tem nova função a ser desempenhada no governo, a ser anunciada brevemente.

Aluízio também enalteceu o trabalho de Nonato: “O subtenente foi incansável no desempenho de sua função. Foi em busca de parcerias com a iniciativa privada, para equipar melhor as dependências da sede da instituição, lutou pela criação do Estatuto da GCM - que a prefeita acaba de enviar o projeto à Câmara - e é um grande entusiasta da criação da Secretaria Municipal de Segurança”.

Sob comando de Nonato, a GCM realizava reuniões a cada 15 dias, onde eram convidados psicólogos, padres, pastores, assistentes sociais, para proferirem palestras aos guardas. O ex-comandante disse que um dos principais fatores que o influenciaram a deixar o cargo, foi a falta de companheirismo de um setor, muito pequeno, dentro da própria instituição e deixou um agradecimento especial aos inspetores, que sempre colaboraram para um bom trabalho da Guarda.


Publicidade



Nenhum comentário:

Arquivo do blog