STAR Clinic

STAR Clinic

Chapadinha Gás

Chapadinha Gás

Gráfica Editora Escolar

Gráfica Editora Escolar

Lojas Super Lar

Lojas Super Lar

Armazém Paraíba

Armazém Paraíba

sábado, 20 de abril de 2013

Professores de Chapadinha Aderem a Greve Nacional pela Educação

 
Do blog do Sindchap

Foi decidido por unanimidade na Assembléia Geral do Sindicatos do Servidores Públicos Municipais de Chapadinha-MA (SINDCHAP), nesta sexta-feira (19) que os professores da rede municipal de ensino irão participar da Greve Nacional nos dias 23,24,25 de abril, organizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).

A categoria decidiu ainda impetrar 2 processos: 1º -Mandado de segurança contra o poder público para garantir o cumprimento imediato da lei do piso que reduziu 1/3 da carga horária dos professores para o planejamento pedagógico (L 11.738, Art. 2 § 4º); 2º- Ação Trabalhista pelo pagamento de horas-extras pelo período trabalhado desde 2008 quando foi sancionado a lei.

Em reunião da diretoria do Sindchap com a prefeita, Ducilene Pontes e o secretário de Educação, Francejane Magalhães, na prefeitura, na manhã de ontem (19), o secretário informou que a Semed, até o final da próxima semana, que coincide com o período da Paralisação, terá concluído os estudos quanto aos impactos de contratações e financeiro que o município terá que arcar com a aplicação da redução de carga horária dos professores. O mesmo disse que irá explanar o estudo à categoria em Assembléia para juntos buscarem a viabilidade da aplicação da lei. No ínterim, os professores resolveram buscar seus direitos por via judicial, para que tão breve seja aplicado a lei.

A programação das manifestações nos 3 dias será enviado a todas as escolas municipais ainda no início da semana, sendo que os professores irão se reunir na terça feira (23) na sede do sindicato às 7:30hs e saída as 8:00hs para a Praça da Matriz, unindo aos professores da rede estadual, sob organização da professora Leodenes Baggio, presidente da delegacia regional do Sinproesemma em Chapadinha.

Quanto as pautas dos ASGs, Vigilantes e demais categorias vão ser encaminhado a Câmara Municipal propostas de projetos de leis para serem apreciados pelos vereadores, para posterior aprovação e sanção do poder executivo, sendo enquadrada no PCCR, garantindo assim os direitos dos servidores públicos.

Por: Enedilson Santos
Secretário Geral do Sindchap
 

Nenhum comentário:

Arquivo do blog