Dra. Maryane Veras

Dra. Maryane Veras

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

Armazem Paraíba

Armazem Paraíba

sexta-feira, 13 de abril de 2012

CHAPADINHA: Fórum da Comarca Terá Segurança Reforçada por PMs da Reserva

 O presidente Guerreiro Júnior informou que o Tribunal passará a contar com vigilância em 105 Comarcas

TJMA envia mais 41 policiais da reserva a 11 comarcas
Um efetivo de 41 policiais militares da reserva vai assumir postos de vigilância nos fóruns judiciais do interior e da capital do Estado, a partir de segunda-feira (16), com área de abrangência de 11 comarcas. Nesta quinta-feira (12), eles se apresentam ao Tribunal de Justiça para receber o uniforme de trabalho e orientações sobre o serviço.

A reunião com os militares acontece no centro administrativo do TJMA (Rua do Egito, 144), às 10h, com a presença do diretor de Segurança Institucional do TJMA, coronel Boaventura Furtado, e do chefe do gabinete militar, coronel Pedro Ribeiro.

A medida do presidente do TJMA, desembargador Antonio Guerreiro Júnior, visa a ampliar a segurança de juízes, servidores e jurisdicionados, e tem um segundo propósito: proteger os prédios e o acervo processual de assaltos e atos de vandalismo.

Segurança armada - A segurança das unidades jurisdicionais e administrativas do Judiciário recebe como complemento de serviço privado de vigilância armada 24h da Atlântica Serviços, e que será ampliado para mais 22 postos, incluindo a capital. Por determinação do presidente Guerreiro Júnior, o processo de contratação já está em estudo na diretoria financeira do Tribunal.

Com esse reforço, sobe para 157 o número de policiais militares à disposição do Judiciário e o número de postos privados deverá chegar a 80. Atualmente o Tribunal de Justiça conta com 116 policiais militares da reserva e 232 vigilantes privados na segurança das unidades da Justiça em todo o Estado.

Ainda não foi possível cobrir todas as comarcas devido à limitação orçamentária para a contratação de postos de vigilância armada, e à carência de policiais da reserva, já que a adesão deles ao serviço não é obrigatória e, sim, voluntária”, explica o coronel Boaventura, diretor de segurança institucional do TJ.

Este ano, a diretoria de segurança institucional recebeu 22 pedidos de magistrados, na área de segurança. Na relação de pedidos se destaca o envio de vigilantes, a instalação de equipamentos de monitoramento, o controle de acesso e melhorias na proteção da estrutura física dos prédios.

Com o reforço anunciado dos 41 policiais militares e a instalação de mais 22 postos privados, o Tribunal passará a contar com vigilância constante em 105 das suas 112 comarcas, informa o presidente do TJ.

Os 41 militares da reserva contratados pelo Tribunal de Justiça irão trabalhar em dez comarcas do interior (Barão de Grajaú, Buriticupu, Caxias, Chapadinha, Matões, Mirador, Mirinzal, Pinheiro, São Bento e Sucupira do Norte) e no fórum de São Luís.

Helena BarbosaAssessoria de Comunicação do TJMA
asscom@tjma.jus.br
2106-9024
 

Nenhum comentário:

Arquivo do blog