Dra. Maryane Veras

Dra. Maryane Veras

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

Armazem Paraíba

Armazem Paraíba

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Cultivo da mandioca ganha Dia de Campo em Chapadinha

Por: Sousa Neto - Será realizado na manhã deste sábado (17) na localidade Vila União, em Chapadinha, o Dia de Campo sobre a Mandioca. Segundo os organizadores está sendo esperado um grande número de produtores rurais que devem participar do evento que está marcado para iniciar às 8h30. A coordenação geral do dia de campo está a cargo da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), em parceria com o Sebrae, Banco do Nordeste (BNB), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) e a Agerp Regional/Chapadinha.

Segundo o presidente da Agerp, Tadeu Lima (foto), que já se encontra na cidade para participar do evento, o município de Chapadinha destaca-se, dentre outros aspectos, por ser um grande cultivador de mandioca e produzir a melhor farinha da região. A dedicação cada vez maior dos produtores à cultura e processamento da mandioca deve-se, em grande parte, ao trabalho de assistência desenvolvido pela Agerp em parceria com a Embrapa. Técnicos da empresa introduziram variedades mais produtivas entre os agricultores familiares.

A gestora regional da Agerp/Chapadinha, Madalena Saraiva (foto), destaca a importância do dia de campo que acontece neste sábado. Ela conta que além de incentivar o plantio da mandioca e abordar questões relativas aos cuidados e processamento da mesma, ainda estará sendo agregado valor ao produto.

Estações - Para a realização do Dia de Campo sobre a Mandioca, na localidade Vila União, em Chapadinha, a Embrapa irá instalar cinco estações onde serão prestadas informações diversas sobre o cultivo do arbusto. Na primeira, chamada de “recepção”, os convidados serão recebidos, cadastrados e encaminhados às estações subsequentes. A estação 2 foi denominada “Introdução”, onde será feita a apresentação dos técnicos, objetivo do dia de campo, descrição do imóvel onde acontece o evento, área plantada, roteiro e informações sobre as estações seguintes. No posto 3, uma equipe da Embrapa fala sobre as novas variedades de mandioca, índices de produtividade e outras informações técnicas.

Na estação 4, será instalada uma “Unidade Demonstrativa”, onde serão discutidos temas como época de plantio, adubação orgânica, tamanho de manivas, consórcio e capina, dentre outros. As formas de processamento da mandioca serão expostas na estação número 5. Na última parada, os agricultores receberão lanches e impressos acerca do plantio da mandioca. Em cada estação, os convidados demorarão cerca de 20 minutos, dos quais 12 serão destinados à explanação e os oito restantes às perguntas dos interessados.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog