Chapadinha Gás

Chapadinha Gás

Gráfica Editora Escolar

Gráfica Editora Escolar

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Mulheres Extrativistas de Chapadinha, no Maranhão, são Contempladas com Chamada Pública do BNDES/SAF-MA

Quebradeiras de coco do Maranhão acessam recursos para melhoria de renda

Por Tiago Jansen - ASA Maranhão

Na última terça-feira (22), foi divulgado no Diário Oficial do Estado do Maranhão (DOE), o resultado final referente à Chamada Pública Nº 009/2016, que visa a seleção de projetos voltados ao fortalecimento e à estruturação de empreendimentos econômicos coletivos de comunidades de baixa renda no estado do Maranhão.


A chamda teve objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade de vida das populações locais, a partir do aumento do emprego e da renda, priorizando as cadeias produtivas do leite e derivados do mel, da mandioca, da avicultura caipira, da hortifruticultura, do arroz, do feijão, da ovinocaprinocultura, e os projetos oriundos de comunidades tradicionais tais como quilombolas, indígenas, quebradeiras de coco babaçu, pescadores artesanais, ribeirinhos e os projetos voltados para o extrativismo, tendo como público beneficiário as organizações coletivas da agricultura familiar e/ou do extrativismo em regime de economia familiar, garantindo, dessa forma, a democratização do acesso aos recursos do Fundo Maranhense de Combate a Pobreza - FUMACOP, do Estado do Maranhão, e do Fundo Social, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES.

Mulheres extrativistas tiveram acesso a recursos para construção e compra de equipamentos para beneficiamentos

A Associação das Quebradeiras de Coco dos Projetos de Assentamento de Chapadinha, que tem sede na comunidade Canto do Ferreira, município de Chapadinha (MA), é uma entidade que mobiliza e organiza as mulheres camponesas e extrativistas que antes se viam excluídas do mercado de trabalho e hoje, através da organização e da luta, começam a colher os frutos de todo esse trabalho ao logo de mais de uma década de existência. As mulheres disputaram a Chamada Pública juntamente com várias outras organizações do Estado e conseguiram a aprovação dos quase R$293mil para a implantação de uma agroindústria. Esta, por sua vez, trabalhará com produtos derivados do coco babaçu, como: bolos, farinha de mesocarpo, sorvetes e biscoitos. O projeto contemplará a construção de um prédio de alvenaria de 159 m², aproximadamente, além da compra dos equipamentos referentes à linha de produção.

O trabalho é fruto da parceria entre a Associação das Quebradeiras de Coco; a ASA Maranhão - na coordenação executiva de Juvenal Neres de Sousa; o SEBRAE – Escritório Regional de Chapadinha - por meio da consultoria do Eng. Químico Josué Clemente; e a Universidade Federal do Maranhão, por meio dos professores Dr. James Azevedo e Dr. Telmo José Mendes. Ambas entidades foram responsáveis pela elaboração do projeto e acompanharão o desenvolvimento das atividades durante a execução do projeto.

É importante destacar o importante papel destes projetos para a comunidade do Canto do Ferreira e para a vida das mulheres extrativistas, pois é uma oportunidade das pessoas conseguirem desenvolver uma atividade econômica, viver com dignidade e, ainda, oferecer um produto nutritivo, saudável e orgânico, produzido com respeito ao meio ambiente e aos modos de vida da região.



Publicidade



Nenhum comentário:

Arquivo do blog