Chapadinha Gás

Chapadinha Gás

Gráfica Editora Escolar

Gráfica Editora Escolar

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Compromisso com a Verdade: Marca do Governo Municipal

 
 
Sobre a reunião com os vereadores na última segunda-feira (18), que teve como objetivo expor os problemas pelos quais o município passa, e assim, sensibilizar os parlamentares para que juntos, possam buscar soluções para sanar os problemas no menor tempo possível, a prefeita teria sido questionada quanto a vinda da empresa Suzano para Chapadinha.

Eu falei que em uma conversa com a ex-gestora Danúbia, ela teria me dito que havia firmado contrato com a Suzano, no ano passado, para a construção de uma estada, mas quem seria responsável pela obra seria o Governo do Estado. Fui atrás dessa informação junto ao Governo do Estado, que não confirmou tal acerto” disse a prefeita.

Ainda de acordo com a prefeita, o município passa por problemas financeiros e que não dispõe de recursos para custear obras, nesse momento.
Cuidado e responsabilidade com o povo tem sido uma marca da prefeitura de Chapadinha. A distorção dos fatos e o teor de conversas podem ter conseqüências prejudiciais para o município. Tais atitudes, por parte de algum vereador, podem atrapalhar a vinda da Suzano para a cidade.
Sobre a reunião ( 18 )
Belezinha apresentou aos parlamentares os débitos da gestão anterior que culminaram no bloqueio do Fundo de Participação do Município de Chapadinha. Os documentos apresentados comprovam o débito no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP), referentes aos meses de outubro, novembro e dezembro de 2012 que somam R$ 167.662.96 e outra dívida junto ao INSS de R$ 14.000.000,00 além do parcelamento relacionado à previdência (que está sendo descontado todo mês nos seguintes valores: R$ 100.360,53/ R$ 57.367,08/ R$ 21.543,94/ R$ 3.371,92 e ao PASEP ( R$ 20. 208,55 e R$ 5.998,77).

Na ocasião a prefeita comunicou que estava providenciando o pagamento do PASEP, ainda para tarde de hoje, mas para que o FPM seja desbloqueado o município terá que quitar ou parcelar, ainda, a dívida junto ao INSS. Os débitos herdados da gestão da ex-prefeita, Danúbia Carneiro, comprometeram o município que perdeu convênios com órgãos federais e recursos estaduais.
No que se refere ao Instituto de Previdência e Aposentadoria de Chapadinha (IPC), ainda está sendo feito uma auditoria para se ter a noção dos débitos.
Sobre o decreto de emergência, a prefeita esclareceu que havia dado um prazo de 30 dias para que a ex-gestora concluísse as obras inacabadas (e as que nunca foram iniciadas), a pedido da própria ex-prefeita. Mas em vista do não cumprimento, Belezinha resolveu entrar com o estado de emergência para que o município não saísse prejudicado.
 

Nenhum comentário:

Arquivo do blog