Chapadinha Gás

Chapadinha Gás

Gráfica Editora Escolar

Gráfica Editora Escolar

terça-feira, 2 de abril de 2019

Pastor Elias se Apresenta Espontaneamente à Delegacia de Itapecuru para Prestar Depoimento

Pastor Elias Lima, presidente da
Assembleia de Deus em Chapadinha


O assassinato do empresário Pedro Lopes Fontenelle, em Vargem Grande, ainda é um mistério. Para ajudar a solucionar o caso o pastor Elias Lima, presidente da Assembleia de Deus em Chapadinha, se dirigiu à Delegacia de Itapecuru-Mirim na manhã desta terça-feira (02) para prestar depoimento.


O crime aconteceu na última quarta-feira (27) às margens da BR-222, em frente a uma propriedade que o pastor havia vendido para o empresário. O empresário foi executado com dois tiros e não levaram nada dele.

Segundo um genro do pastor, o irmão Ezequiel Douglas, ele não recebeu qualquer intimação para comparecer ao distrito policial que investiga o caso e se dirigiu de forma espontânea. “Como ninguém sabe quem são os autores nem a motivação do crime, cabe todos que tiveram algum contato recente com a vítima munir as autoridades policiais com toda informação que possa ajudar a solucionar o caso”, afirmou ao blog.

Pedro Lopes Fontenelle tinha 46 anos e atuava no ramo frigorífico em Vargem Grande.

................................................................



Sobre o assalto:

De acordo com informações do Blog Portal do Maranhão, que noticiou o fato ocorrido, destacou.

"Segundo relatos, o mesmo  (vítima) foi abordado nas proximidades do povoado Canto da Capoeira, na BR 222, por dois elementos que tentaram tomar sua moto Bros, a vítima teria jogado a chave em um matagal, nesse momento foi alvejado com alguns disparos de arma de fogo". Destacou o blog.

Para elucidar o crime, a Polícia Civil está ouvindo todos que estiveram com o empresário dias antes e no dia do homicídio, para buscar informações e chegar no autor do assassinato.

A família disse que o Pastor Elias está com a consciência tranquila, e nem foi intimado pela Polícia, mas por recomendações de amigos advogados, ele se antecipou e foi dar logo sua versão sobre a venda do imóvel com empresário.

"Pastor Elias não é acusado de nenhum crime, Pastor Elias não foi citado em nenhum depoimento, mas como teve negócios na venda de um imóvel, o pastor procurou a polícia para dar sua versão antes mesmo de qualquer boato", destacou os familiares.


publicidade


Nenhum comentário:

Arquivo do blog