Dra. Maryane Veras

Dra. Maryane Veras

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

Hortifruti Fernandes

Hortifruti Fernandes
Travessa 15 de Novembro - Centro (ao lado da extinta Escola Amélia Almeida / Semáforo)

Star Drinks

Star Drinks

Posto Ipiranga / Chapadinha

Posto Ipiranga / Chapadinha

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Sebrae Identifica Potencial Turístico em Região da Balaiada, no Baixo Parnaíba

A prefeita de Urbano Santos/MA, Iracema Vale, presidente do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Regional da Balaiada, recebeu das mãos do Superintendente do Sebrae, João Martins, o estudo de viabilidade Turística da região feito pelo Sebrae Unidade Regional de Chapadinha. - (Fotos: UMC/SEBRAE)

- Essa notícia se torna muito importante pois alerta os empresários de diversos segmentos da região sobre o preparo de seus negócios para recebimento de turistas futuramente.

O Sebrae no Maranhão entregou aos prefeitos do Baixo Parnaíba, que fazem parte do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Regional da Balaiada, o estudo de Mapeamento dos Potenciais Turísticos e Estudo de Viabilidade Turística para Roteirização na Região da Balaiada, em uma reunião na sede da instituição no Jaracaty.

Segundo o diretor superintendente do Sebrae, João Martins, o estudo faz parte de uma série de levantamentos que a instituição tem feito no estado para levantar potenciais turísticos a serem estruturados.

Fizemos na região do Baixo Parnaíba um levantamento igual ao que fizemos no Litoral Ocidental, onde temos um projeto de desenvolvimento em andamento e sobre turismo religioso para identificar tendências de negócios turísticos e o que precisa ser feito para estruturar esta cadeia de valor na região. O resultado nos mostrou que existe um potencial a ser explorado e queremos trabalhar junto com o poder público para ajudar a criar um ambiente favorável para que estes negócios floresçam e se desenvolvam”, disse Martins.

Além da entrega dos dois estudos do Baixo Parnaíba, na reunião ficou acertado que o Sebrae apoiará o desenvolvimento institucional para o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Regional da Balaiada e implantação de Salas do empreendedor na região - apenas três deles - Belágua, Itapecuru-Mirim e Urbano Santos tem Sala do Empreendedor ativas - além de suporte na busca pela roteirização turística da região onde aconteceu a revolução da Balaiada, uma revolta regencial ocorrida entre 1838 e 1841 numa região que abrange até 45 municípios maranhenses.

Há uma identificação dos municípios da região do Baixo Paranaíba com o movimento da Balaiada e estamos unindo esforços para obter resultados para nossa região e estamos muito felizes de contar com o apoio do Sebrae que é uma instituição que tem muito a oferecer para os municípios e abre portas para nos ajudar a desenvolver projetos como este de roteirização turística da região da Balaiada”, afirmou a prefeita de Urbano Santos e presidente do Consórcio Intermunicipal Iracema Vale.

Também estiveram presentes na reunião os prefeitos de Anapurus, Vanderly Monteles; de Belágua, Herlon Costa; Mata Roma, Raimundo Ivaldo ("Bode"); e Nina Rodrigues, Rodrigo Quaresma; o presidente da Câmara Municipal de Itapecuru-Mirim, Carlos Junior; o gerente da Unidade regional do Sebrae em Chapadinha, David Felipe Amorim; a Gerente da Unidade Regional de Políticas Públicas (UPP) do Sebrae, Cristiane Cardoso; e o gestor da carteira de Turismo do Sebrae, Luiz Marques.

A reunião com os prefeitos do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Regional da Balaiada, aconteceu no Sebrae Jaracaty, na capital São Luís.

ESTUDO

O Mapeamento dos Potenciais Turísticos e Estudo de Viabilidade Turística para Roteirização na Região da Balaiada feito pelo Sebrae identificou 29 atrativos turísticos nos 17 municípios que fazem parte da região do Baixo Paranaíba.

Os atrativos identificados na região vão desde monumentos religiosos a balneários, fazendas identificadas como palco de episódios e lutas ligadas à revolta regencial, comunidades remanescentes de quilombos, casarões e centros de artesanato.

Além disso, o estudo identificou potenciais em turismo cultural, religioso, produção ligada ao turismo, ecoturismo, festas e festejos e apontou a necessidade de melhorias em infraestrutura para turismo e adequação para atender turistas. “Apesar disso tudo, ficou claro que há um potencial a ser explorado e vamos trabalhar em cima deste potencial”, finalizou o diretor superintendente do Sebrae, João Martins.

Ascom / SEBRAE


Publicidade



Postar um comentário

Arquivo do blog