Dra. Maryane Veras

Dra. Maryane Veras

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

Hortifruti Fernandes

Hortifruti Fernandes
Travessa 15 de Novembro - Centro (ao lado da extinta Escola Amélia Almeida / Semáforo)

Star Drinks

Star Drinks

Posto Ipiranga / Chapadinha

Posto Ipiranga / Chapadinha

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Com Parcerias, Prefeitura de Chapadinha Certifica Crianças e Adolescentes em Curso de Capoeira


Por: Sousa Neto

Na noite do último sábado (09), a Prefeitura de Chapadinha,  por meio da Secretária Municipal de Politicas Públicas e Promoção da Igualdade Racial, certificou mais de 50 alunos - entre crianças e adolescentes, que participaram ativamente do Curso Prático de Capoeira, desenvolvido na U.E. Cel. Joaquim Nunes, no residencial José de Sousa Almeida I ("Mil Casas").

Dra. Mottinha Souza, instrutor "Mestre Tachinha", e 
a secretária Chiquinha Pessoa

Para a secretária municipal de Políticas Públicas e Promoção da Igualdade Racial, Chiquinha Pessoa, que vem dando um destaque e respaldo na referida pasta, o projeto vem contribuir para o desenvolvimento e socialização dos jovens, e vale ressaltar que a secretaria tem apresentado núcleos socioeducativos, assim como deu total apoio a este projeto, que atendem a crianças e adolescentes, oferecendo, gratuitamente, atividades lúdico-recreativas e socioculturais.

Chiquinha Pessoa entregando certificado a uma das alunas

"Projetos de envolvimento com a arte/cultura, como a Capoeira, oferecem novas perspectivas de vida para as crianças e adolescentes, voltado para a promoção da cultura, esporte e inclusão social. Nota-se, que este projeto tem como objetivo desenvolver o potencial dos meninos e meninas - crianças e adolescentes, promovendo a autoestima e fortalecendo o vínculo com suas famílias, a escola e a comunidade" - ressaltou Chiquinha pessoa.


Este projeto de Capoeira é financiado pelo Fundo da Infância e Adolescente (FIA), tem o apoio do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Prefeitura de Chapadinha, e é coordenado pela Associação dos Amigos de Chapadinha, e ministrado pelo professor Francisco Lucas (conhecido como "Mestre Tachinha").

"Mestre Tachinha" (1º à direita) e os instrutores convidados

Vieram da capital São Luís, para apoiar o graduado Tachinha, os instrutores Augusto Silva (Pitbull), Janilson Pereira Leite (Cajú), e Adriano Barbosa - todos representantes da Escola Abadá Capoeira e membros da Associação Brasileira de Apoio e Desenvolvimento da Arte Capoeira, presente nos 27 estados brasileiros e em mais de 60 países. Esta associação foi fundada em 1988 na cidade do Rio de Janeiro pelo Mestre Camisa, natural de Jacobina-BA.

Dra. Mottinha entreagando certificado a um dos alunos

Este projeto favorece a aquisição de valores e saberes culturais e sociais, contribuindo com a inclusão social através do movimento, da arte e da música” - salientou Dra. Mottinha Souza, diretora/coordenadora da Associação dos Amigos de Chapadinha.


A Capoeira tem como proposta o desenvolvimento da cultura brasileira em todos os sentidos. Passaram por este projeto, mais de 130 crianças e adolescentes (masculino e feminino), nas categorias Infantil (06 à 12 anos) e Juvenil (13 à 16 anos), sendo certificados 53 alunos aprovados, e foi desenvolvido no período de 6 (seis) meses, compreendido entre agosto e dezembro de 2015. Estiveram presentes, também, no evento, o professor Jânio Ayres (Projeto Balaiada) e a secretária municipal de Cultura, Nágera Pontes.


"Alguns consideram a capoeira como uma luta, outros a consideram como uma dança. Luta ou dança, os ganhos são visíveis nos jovens aprendizes" - observa o instrutor, Mestre Tachinha. "Ganho de autoestima, desenvolvimento psicomotor, experiências de socialização e interação com outras crianças e adolescentes e grupos de capoeira" - finalizou.





O curso objetiva aproximar as crianças e jovens, de forma significativa e prazerosa, das práticas corporal, rítmica e lúdica inerentes à capoeira, propiciando o reconhecimento do corpo como instrumento de comunicação e expressão. Em ambiente interativo e desafiador, essa aproximação é feita com brincadeiras, histórias, materiais e instrumentos rítmicos, visando à aquisição de três competências: controle do próprio corpo, ritmo e socialização.


Publicidade



Postar um comentário

Arquivo do blog