Dra. Maryane Veras

Dra. Maryane Veras

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

Armazem Paraíba

Armazem Paraíba

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Aged/Chapadinha Ministra Palestra para Alunos de Agronomia da UFMA




Entre as várias atividades desenvolvidas pela Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED), a Educação Sanitária ganha destaque, proporcionando à comunidade um maior entendimento das ações da Agência de Defesa Agropecuária. Com esse intuito, a Fiscal Estadual Agropecuária Solany Domingues, da Unidade Regional de Chapadinha, ministrou palestra abordando a missão da AGED, as ações da Defesa Sanitária Vegetal e Educação Sanitária, no Campus da UFMA de Chapadinha, aos alunos do 1º período de curso de Engenharia Agronômica.

Foram relatadas as ações de Defesa, Inspeção e Fiscalização Vegetal desenvolvidas em todas as regionais da AGED, tais como: fiscalização do trânsito de vegetais; prevenção, monitoramento e controle de pragas; fiscalização do comércio, do uso, do armazenamento e do transporte de agrotóxicos e destinação final de embalagens vazias; Cadastro de produtos agrotóxicos a serem comercializados no Maranhão; cadastro de empresas de agrotóxicos; registro de estabelecimentos comerciais e empresas prestadoras de serviços na aplicação de agrotóxicos, entre outros.

Na palestra também foram destacadas as principais pragas quarentenárias e as de importância econômica. Dentre as quarentenárias temos: Sigatoka Negra (Doença foliar da bananeira, veiculada pelo fungo Mycosphaerella fijiensis, que causa rápida necrose foliar, reduz a capacidade fotossintética e provoca a morte das plantas antes mesmo da formação de cachos, causando redução da produção, (sendo considerada a doença mais destrutiva da bananeira) e o Cancro Cítrico (Doença causada pela bactéria Xanthomonas axonopodis pv. Citri, considerada uma das principais doenças da cultura dos citros, por ocasionar queda de folhas e lesões em ramos e frutos, prejudicando a produção, a qualidade visual, a comercialização e exportação de frutos), além da Murcha Bacteriana e Mosca da Carambola.

E em meio às pragas de importância econômica, a Ferrugem Asiática, causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi, é o principal problema da cultura da soja, podendo representar perdas médias entre 30% a 70% da produção de grãos.

Na ocasião, foi explicada a importância do Vazio Sanitário, período em que é proibido haver cultivo de soja para produção de grão ou outro hospedeiro da ferrugem asiática. No Maranhão, a Portaria nº 638, de 19.08.2011, alterada pela Portaria nº 143, de 12.04.2013, permite apenas a produção de semente genética ou material genético durante o vazio sanitário, mediante autorização da AGED.

Na última parte da palestra foram apresentadas todas as atividades já prestadas pela Unidade Regional de Chapadinha à comunidade, através de coleta de material, inspeções e fiscalizações, envolvendo as ações que contemplam a Defesa e Inspeção Sanitária Vegetal.



Nenhum comentário:

Arquivo do blog