Dra. Maryane Veras

Dra. Maryane Veras

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

Chapadinha Gás - Liquigás

Chapadinha Gás - Liquigás

Armazem Paraíba

Armazem Paraíba

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

ALZHEIMER político em Chapadinha, não obrigado!

Por: Pe. Pedro José
No princípio era a política (... não o deputadozinho de vara curta!?).
A política está em tudo. Mas a política não serve para tudo. É o caminho mais difícil da Caridade e por isso a santidade política é algo muito nobre, super exigente, mas não impossível de realizar. Para os espíritos superiores, naturalmente não elitistas. Sabemos da diferença nos termos.

Outro exemplo, a noção de Bem Comum, infelizmente em muito lado, como aqui no nosso município, é traduzida só por B.E.M. = Bem Em Mim! E olha lá! Tal é a ganância de/por dinheiro, que nem a auto-estima pessoal é tida em consideração mínima! Não há o mínimo de pudor! “Há vergonha em ser honesto!” - sentença ouvida de um empresário credível! Muito menos para espíritos (penso em mentes e na força do caráter...) torpes, traiçoeiros (sobre traidores... notável e injustiçada, a figura histórica de Judas e suas alianças políticas...) é óbvio que percebo o carisma do nosso Presidente Lula, envolvido numa polêmica desnecessária (a subida do IBOPE, o confirma para desespero da oposição) mas discordo, amigavelmente dele, - como dos “nossos fazedores políticosChapadinhenses - pois Jesus não fez aliança com fariseus e saduceus.

O caminho não é esse. Não é o nosso caminho histórico de ação Pastoral comprometida com o Povo. Mas na lista de torpes, traiçoeiros, na nossa opinião acrescentamos, ainda, impostores. Para mais aprofundamentos vejamos o impacto que teve a Campanha da Ficha Limpa, conduzida em parceria pela Igreja Católica e outras instituições, onde se destacou positivamente a F.A.P. (a Sessão Pública do dia 28 de Agosto na nossa Igreja Matriz, primou pela ausência das “figuras políticas” da nossa praça, de todos os lados sem exceção), ela será um marco histórico a confirmar, em termos de Cidadania Ativa (ainda adolescente, sem diminutivos).

Enviamos um total de 1044 assinaturas, o que é pouco. Sabemos quem não aderiu ao movimento; quem o repudiou; e quem tentou inutilmente esvaziar essa iniciativa de aderência ímpar em todo o Brasil!

O apagão da Consciência
Há boa consciência; a ela se fica a dever uma boa memória. Purificar a memória é urgente. Não temos ressentimentos e rancores, ao contrário de outras figuras empresariais, políticas e seus “assalariados”. Temos falhas e erramos como todos os seres humanos, mesmo querendo fazer o nosso melhor. Divergências sim e ai de quem as tem; por medo, incompetência, e sobretudo (in)fidelidades partidárias (ora na oposição, ora no governo, ora como duplo-espião... aqui temos de tudo para todos os bolsos. Haja preço, que dinheiro não é problema...). As duas Notas Paroquiais (cfr. Vida Nova, N°45 - 06/12/2009, pp.2-3; Vida Nova, N°46 - 13/12/2009, pp.2-3.), sobre o assunto da retransmissão da Canção Nova não oferecem duvidas a ninguém (a não ser que seja secretário).

Acreditamos no melhor lado de cada ser humano. Pois sentimos a mesma hospitalidade para nós que somos cidadãos, amamos a cultura maranhense, e temos o complexo superado de ‘colonizados’ (mas na nossa opinião, há uma minoria bem identificada que faz disso um insulto velado e permanente). Trabalhamos como todos os trabalhadores honestos. Temos família e critérios pastorais, éticos e sociais. A Paróquia não é uma empresa em crise de identidade. E falência técnica, dívidas impostas por credores ou não, notas frias e interesses politiqueiros, não alimentamos nunca! Repudiamos essas práticas como não teremos medo de informar o Povo e denunciar às Autoridades competentes se for necessário e sempre que o seja!

MSL: Movimento dos Sem Leitura
Gostamos de sonhar alto com realismo pragmático. Sem a leitura da realidade humana, como o mestre Paulo Freire nos ensina, ainda hoje, não há desenvolvimento humano integral. O nosso Boletim Vida Nova, faz parte do movimento de erradicação do analfabetismo (também do “funcional”; mas não recebe dinheiro público...) dos “Sem Leitura (sabendo já ler e não querendo exercer!?)”. Esse é um dos problemas mais graves em Chapadinha (dos políticos que não dão exemplo...). Meios são apenas meios, nada mais. Canal de TV, jornal impresso a cores, rádios (Mirante ou Cultura, etc), púlpitos, reuniões de grupos e associações nos bairros, participação qualificada nos Conselhos Municipais, conversas informais e conferências de imprensa (nem se sabe o que isso é? Não é verdade!?). Tudo nos convém, sem relativismos (o Papa Bento XVI catequiza-nos bem como católicos, não enquanto catoliquinhos...) para a construção do Reino de Deus, que não é só comida e bebida, mas sobretudo Justiça e Paz. Alegria de Festejo Sadio! E não ressaca de fim de estação! Cultura da Sobriedade é urgente! Onde anda a Cultura de Estudo? Como vai a Cultura Cívica?

Cutucando a Sociedade Civil
Será de despertar aqueles que dormem enquanto cidadãos(ãs) Chapadinhenses? Está a decorrer de 14 a 17 deste mês, a 1ª Conferência Nacional de Comunicação (Confecom), em Brasília, vai tratar de propostas polêmicas como: controle social sobre a mídia, reivindicações puramente corporativistas, qualidade da (in)formação dos mídia, pois tratam-se de concessões públicas, etc. Um pouco do muito que sofremos aqui em Chapadinha, pela ausência/adormecimento da Sociedade Civil.

Mas a situação e a consciência política estão em mudança positiva. Há sinais (in)visíveis de empenhamento e manifestação. Será por essa razão a “fome politiqueira” de ter o poder da mídia, em ano que antecede as eleições em 2010, de qualquer maneira? Sem honrar contratos escritos e palavras negociadas com transparência e sem dinheiro escuso? Será o medo que os maus políticos têm de não serem mais credíveis? Desse ALZHEIMER político nós não sofremos, obrigado a todos(as) com os quais sempre dialogaremos com brigas construtivas!
Imagem meramente ilustrativa

Nenhum comentário:

Arquivo do blog