Dra. Maryane Veras

Dra. Maryane Veras

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

INTERNET DE QUALIDADE É COM A...

Hortifruti Fernandes

Hortifruti Fernandes
Travessa 15 de Novembro - Centro (ao lado da extinta Escola Amélia Almeida / Semáforo)

Star Drinks

Star Drinks

Posto Ipiranga / Chapadinha

Posto Ipiranga / Chapadinha

segunda-feira, 27 de março de 2017

Governador Dá Início ao Programa de Dessalinização da Água com Adesão de Chapadinha e Outros 19 Municípios Maranhenses

Governador Flávio Dino, vice-governador Carlos Brandão, secretário de Recursos Hídricos e Qualidade ambiental do Ministério de Meio Ambiente, Jair Tannús, secretários de Estado, deputados federais e prefeitos em solenidade no Palácio dos Leões. (Foto: Orcenil Júnior/Secap).


Na semana que se comemora o dia mundial da água, o governador Flávio Dino realizou, na tarde desta sexta-feira (24), um amplo evento com apresentação de programas que visam combater a escassez de água, a ocorrência de águas salinas e salobras em boa parte do Maranhão, além da a preservação dos recursos hídricos. Na solenidade, o governador assinou o termo de adesão de 20 municípios ao programa Água Doce no Maranhão e o lançou o programa ‘Maranhão Verde’, ações que garantirão água de qualidade para população maranhense.

O Programa Água Doce (PAD) é uma iniciativa do Governo Federal e chega ao Maranhão em parceria com o Governo do Estado, a fim de estabelecer uma política pública permanente de acesso à água de boa qualidade para o consumo humano, através da implantação de sistemas de dessalinização ambiental para atender, prioritariamente, as populações de baixa renda em comunidade do semiárido.


O governador Flávio Dino defendeu: “chegou em boa hora uma vez que se agoniza a crise hídrica, como todos nós sabemos notadamente, no segundo semestre de cada ano, quando chega a escassez de chuvas e afloram as dificuldades concretas do nosso povo. Esse mecanismo de combate a água salobra por intermédio do programa Água Doce é um caminho essencial para que nós posamos, inclusive, ao experimentar e testar essa tecnologia, ampliá-la, uma vez que temos 30 unidades instaladas em 20 municípios”.



A assinatura dos termos de adesão para a fase de diagnósticos e a autorização para abertura de procedimentos licitatórios foi feita na tarde desta sexta-feira (24/03), entre o secretário de Recursos Hídricos e Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, Jair Tannús, e o governador do estado, Flávio Dino. O evento aconteceu no Palácio dos Leões, sede do Governo do Maranhão, em São Luís. 
Assinaram o termo, os prefeitos, vice-prefeitos ou representantes dos municípios de Afonso Cunha, Água Doce do Maranhão, Aldeias Altas, Araioses, Buriti, Caxias, Chapadinha, Codó, Croatá, Duque Bacelar, Itapecuru Mirim, Loreto, Pirapemas, Primeira Cruz, Santa Quitéria do Maranhão, São José do Soter, Timbiras, Timon, Tutóia e Vargem Grande.

O secretário de Recursos Hídricos e Qualidade ambiental do Ministério de Meio Ambiente, Jair Tannús, participou do evento e apresentou o programa Água Doce e todos os impactos positivos que ele traz. “O programa é essencialmente voltado para a população rural do semiárido brasileiro e visa dessalinizar as águas salobras existentes nos poços artesianos que abastecem a população dessas comunidades. Então, é um programa de grande alcance social, que vai levar benefícios significativos para a população, melhorando a qualidade de vida, na medida em que melhora a saúde das famílias beneficiadas, já que vai ser oferecida uma água de qualidade sem os sais que tanto danos traz à saúde”, relatou o representante do Ministério do Meio Ambiente, ainda lembrando o êxito que o Programa tem tido em outros estados da federação.

O programa pretende beneficiar agricultores familiares, comunidades quilombolas e assentados de programas dos Governos Estadual e Federal. Para a execução do Programa será destinado R$ 9.667.110,79milhões que beneficiarão 2.250 famílias com a instalação de 30 sistemas de dessalinização. O secretário de Estado de Agricultura Familiar, Adelmo Soares, explicou que três dessas 30 unidades implantadas, são sistemas mais completos.

Dessas três unidades produtivas, vamos ter a produção de peixe, em tanques com o aproveitamento da água do dessalinizador que vem muito concentrado de sal e será aproveitado para produção de peixe, no caso, a tilápia. E, também, para a irrigação de uma erva chamada erva sal que serve para fenagem, feno para os ruminantes. Então tenho certeza que dessa forma vamos dar um condicionamento melhor para que a população do Maranhão possa evoluir ainda mais e ter mais qualidade de vida”, relatou o secretário.

Os prefeitos das 20 cidades assinaram o termo de adesão ao programa, para dar início a primeira fase do programa, com o diagnóstico da água da região. O prefeito de Aldeias Altas, Zé Reis, comemorou a adesão ao programa. “Para o nosso município foi muito importante, hoje com esse cuidado especial do Governo do Estado e Governo Federal vamos proporcionar para todos que vivem em Aldeias Altas uma vida melhor, porque agua é vida, agua é a razão da subsistência de qualquer ser humano. Então agradecemos essa grande iniciativa”, pontuou o prefeito.

Foto: Orcenil Júnior/Secap

Além de Aldeias Altas, o Programa abrange os municípios de Itapecuru, Pirapemas, Água Doce do Maranhão, Araioses, Primeira Cruz, Chapadinha, Codó, Timbiras, Coroatá, Caxias, São João do Sóter, Buriti, Vargem Grande, Tutóia, Santa Quitéria, Duque Bacelar, Afonso Cunha, Timon e Loreto.

Na oportunidade, o governador Flávio Dino também lançou o edital de chamada pública para a seleção de projetos visando a modernização e o fortalecimento das práticas pedagógicas, das escolas do campo, de formação por alternância.

Ainda participaram do evento os deputados federais Zé Carlos e Rubens Pereira Júnior, assim como o vice-governador Carlos Brandão e vários secretários de Estado.

Maranhão Verde

Na solenidade, o secretário de Estado de Meio Ambiente, Marcelo Coelho, apresentou o programa ‘Maranhão Verde’, que pretende assegurar a preservação das nascentes dos rios. O projeto de lei que institui o programa foi assinado pelo governador na oportunidade e será encaminhado para a Assembleia Legislativa para aprovação.

Estamos lançando o programa ‘Maranhão Verde’, que tem uma importância fundamental, até porque hoje o Maranhão tem grandes problemas hídricos, principalmente nos rios Itapecuru, Munim e Mearim. Vamos iniciar o programa trabalhando com a nascente do rio Itapecuru, que é berço nascedor de um dos principais rios do estado do Maranhão que hoje abastece São Luís e mais de 50 municípios em todo seu percurso”, explicou Marcelo Coelho.

Com o início pelas nas nascentes do rio Itapecuru, o programa garantirá apoio financeiro às famílias que vivem no curso do rio, que se disponham a ajudar na recomposição da vegetação das matas ciliares.


Publicidade



Postar um comentário

Arquivo do blog