Chapadinha Gás

Chapadinha Gás

Gráfica Editora Escolar

Gráfica Editora Escolar

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

CHAPADINHA | Juíza (da Comarca) Welinne de Souza Coelho Recebe Homenagem por Produtividade Judiciária


Do Portal CN1 - com informações da Ascom/TJMA

Em solenidade realizada nesta segunda-feira (17), no auditório Madalena Serejo, no Fórum de São Luís, a juíza Welinne de Souza Coelho da Comarca de Chapadinha recebeu o certificado de Gratificação por Produtividade Judiciária (2017), reconhecimento do Tribunal de Justiça, por ser a 2ª comarca mais produtiva do Estado do Maranhão.

O evento teve a participação do presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargador Joaquim Figueiredo, além dos desembargadores Bernardo Silva, Marcelino Everton, Maria das Graças Duarte Mendes, Angela Salazar, Vicente de Paula, os juízes Cristiano Simas (auxiliar da Presidência), Angelo Santos (presidente da AMMA) e Diva Maria de Barros Mendes (diretora do Fórum de São Luís) e o diretor-geral do TJMA, Mário Lobão.


O juiz auxiliar da Presidência e coordenador do Planejamento Estratégico do TJMA, Cristiano Simas, afirmou que o Poder Judiciário do Maranhão julgou, em 2017 – em números absolutos, computados o primeiro e segundo graus de jurisdição – 295.553 processos, o que corresponde a uma produtividade de 107, 33 %.

Cristiano Simas acrescentou que, no tocante ao índice de atendimento às demandas, em números percentuais, o Poder Judiciário do Maranhão teve um desempenho superior a 100%, o que vem a demonstrar o grande e significativo engajamento de magistrados e servidores no cumprimento de seus deveres funcionais.

Ainda no final de 2017, incluímos a previsão de que três varas da Fazenda Pública e não somente uma, seriam as premiadas pela GPJ, face à excessiva carga de trabalho que enfrentam”, explicou.

Ele disse que, a partir do próximo ano, não será mais utilizada a avaliação de desempenho da carreira para fins de recebimento da GPJ.

Será instituída a contribuição individual para a GPJ, através da qual os servidores serão avaliados semestralmente para fins exclusivos de recebimento da mesma, evitando que avaliações realizadas no início do ano de aferição sejam utilizadas como parâmetro para pagamento da gratificação daquele ano, o que se afigura ilógico para os fins a que esta se propõe”, frisou.

A nova metodologia, segundo ele, vai permitir que, dentro do período de apuração, um desempenho aquém do esperado possa ser revertido pelo servidor, aumentando as chances das unidades de lograrem êxito no cumprimento de suas metas.

Os servidores terão não somente uma, mas duas oportunidades de demonstrarem seu empenho e comprometimentos no atingimento das metas junto à unidade a que esteja vinculado”, esclareceu.


publicidade


Nenhum comentário:

Arquivo do blog