Chapadinha Gás

Chapadinha Gás

Gráfica Editora Escolar

Gráfica Editora Escolar

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

SEBRAE - Loja de Tintas de Chapadinha é um Exemplo de Empresa Administrada e Operacionalizada por Pais e Filhos

A Brasil Tintas, uma loja de tintas localizada em Chapadinha é um exemplo de empresa administrada e operacionalizada por pais e filhos. Na foto, Joel Pereira e Maxsuel Cardoso, pai e filho que tocam juntos a Brasil Tintas.

Título Original - Sebrae aponta que 69% das empresas maranhenses são familiares

Há quem diga que empresas administradas em família, tendem não dar certo. Mas no Maranhão há muitos casos que provam exatamente o contrário e este fato se torna particularmente interessante quando se está em um estado como o Maranhão, que tem a maior proporção de empresas familiares dentre as micro e pequenas empresas ativas no país.

Aqui, de acordo com a pesquisa “Relatório Especial- Empresa Familiares”, produzido pelo Sebrae Nacional, 69% das empresas de micro e pequeno porte (MPE) são empresas familiares, ou seja, que tem como sócios ou empregados, parentes.

Ainda de acordo com pesquisa do Sebrae, esta é a maior proporção de empresas familiares do país, a frente de Santa Catarina, que ficou em segundo lugar com 68%, e do Espírito Santo, que ficou com o terceiro lugar com 64%.

Para o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, há mudanças no cenário global que cria a necessidade de profissionalizar a gestão dos negócios para garantir a sobrevivência a longo prazo.

No mundo atual, onde o mercado está cada vez mais competitivo, é muito importante que as empresas familiares profissionalizem a gestão. Temos acompanhando várias empresas com este perfil e que já estão atentas a este desafio. Só crescerá quem se preocupar em ter processos estáveis e que possam atender as demandas emergentes do mercado em que atua. O processo de profissionalização deve abarcar todas as práticas e sistemas, desde a área financeira, a gestão de pessoas, de operação até a gestão de riscos”, comentou.

EXEMPLOS

Boa parte das 113 mil empresas familiares maranhenses já perceberam estas mudanças de cenário e tem trabalhado para melhorar seus processos de gestão e se preparado para crescer mesmo em mercados mais competitivos e voláteis.

Esse é o caso da MS Car, um centro automotivo com 33 anos de marcado de São Luís, e com a Brasil Tintas, uma loja de tintas localizada em Chapadinha. Ambas, são administradas e operacionalizada por pais e filhos.


No empreendimento de Joel Pereira e Maxsuel Cardoso, pai e filho que tocam juntos, a Brasil Tintas, há cerca de dois anos, a preparação técnica é palavra de ordem. Maxsuel, começou a trabalhar com seu pai, Joel, aos 20 anos, e hoje estuda Administração. Muitas foram as dificuldades enfrentadas pelo pai para obter o sucesso que atualmente mantem no mercado. O mesmo já havia sido proprietário de duas empresas sem sucesso.

A parceria que tenho com o meu pai é muito grande, tudo que a gente precisa, um ajuda o outro, a gente se encaixa, quando pretendemos fazer alguma coisa, sentamos e planejamos, por conta disso as coisas estão andando bem, ” enfatizou Maxsuel.

Joel Pereira, o pai, é um grande incentivador do filho. Um dos momentos de sua vida que ajudaram no relacionamento com toda a família, foi sua conversão à vida cristã. “Tenho um bom relacionamento com a minha família. Antes da minha conversão com Deus o meu relacionando não era bom, mas atualmente tudo mudou. Se fosse para tocar um negócio desse eu não conseguiria sem minha família”, lembra Joel.

Os dois entendem que planejamento, comunicação, capacitação e respeito mútuo, são fundamentais para a sobrevivência do negócio da família, e também no relacionamento profissional e afetuoso dos dois.

O pai também conta que seu filho é a peça fundamental de sua empresa, que já possui clientes em municípios da região. “Eu falo sempre, o meu filho Maxsuel é a peça fundamental da nossa loja, na verdade ele é a frente de tudo, eu fico nos bastidores, mas ele é o principal mesmo e quem toma de conta de tudo aqui na parte administrativa é ele, ” conta Joel, agradecido pelo empenho do filho.

O filho de Joel cuida de toda parte administrativa da empresa da família, ao visitar a loja é possível perceber que a mãe e os outros irmãos desempenham outras atividades dentro da loja contando ainda com ajuda de outros funcionários.

Os dois também contaram com a ajuda do Sebrae para o negócio dar certo e entender que planejamento é muito importante em uma empresa. Maxsuel incentivado pelo pai que é empreteco, participou do seminário que aconteceu no último ano. Tudo que aprendeu colocou em prática na loja, que a sete meses foi ampliada passando a funcionar em um espaço maior.

Quando houve a oportunidade, eu disse logo, meu filho faça que é bom, você está na área, também faz a faculdade de Administração. Incentivei logo ele a fazer e ficou muito satisfeito com o aprendizado que ele aplica na nossa loja,” disse Joel, que, em 2006 já havia participado de uma turma da mesma capacitação, e que obteve muito conhecimento, “Agradeço ao conhecimento do Empretec, foi um dos fatores principais para o nosso sucesso, ” disse.

Em São Luís, na MS Car, com 33 anos de história no mercado, a participação da família vai além da relação pai e filho. Marcolino Bezerra Santos, 58, conta com o filho Denilson Lima Santos na gestão da empresa.

CAPITAL

Já na MS Car, com 33 anos de história no mercado, a participação da família vai além da relação pai e filho. Marcolino Bezerra Santos, 58, conta com o filho Denilson Lima Santos, 32, a esposa e uma sobrinha para administrar a empresa, que hoje tem 10 empregados e ocupa um prédio de 2 mil metros quadrados no Angelim.

Marcolino conta que começou cedo aos 23 anos em uma pequena oficina na Areinha, depois de trabalhar em duas concessionárias da capital. “Depois de três anos como empregado decidi que era a hora de empreender. Sempre contei com a família. No começo até limpar peças, minha mulher fez. Hoje conto com meu filho na gestão e estou mais livre para cuidar da operação”, contou o veterano empresário.

Em 2011, o empresário precisou do filho para tomar uma das maiores decisões empresarias da história da sua empresa. “Percebi que houve uma mudança de mercado. Os clientes já não eram mais tão comuns e por causa disso tomei a decisão de sair da Areinha. Meu filho me ajudou a fazer uma pesquisa para encontrar um novo local. Foi ele quem identificou que a maior parte dos nossos clientes morava na região do Angelim. Aí foi só encontrar um imóvel e se mudar”, disse.

O filho trabalha com o pai desde 2000 e hoje está se qualificando. “Estou estudando engenharia de produção e tenho feito muitos cursos no Sebrae, além de participar de diversos programas temos melhorado muito a gestão. Estamos investindo em qualificação e nos preparando tecnicamente para enfrentar o futuro”, explicou Denilson.

No entanto, para o pai um dos segredos do bom relacionamento familiar dentro e fora das empresas é o diálogo. “Conversamos muito antes de tomar qualquer decisão. O diálogo é o segredo em casa ou na empresa. Sempre levantamos os prós e os contras. Ninguém toma decisão sozinho, afinal a empresa é da família e quero que a minha empresa sobreviva por muito tempo”, finalizou.

Lidiane Reinaldo
Unidade de Marketing e Comunicação
Regional do SEBRAE em Chapadinha-MA
Contatos: (98) 99152 8936
Sebrae – Chapadinha-MA / (98) 3471-0741


Publicidade



Nenhum comentário:

Arquivo do blog