Chapadinha Gás

Chapadinha Gás

Gráfica Editora Escolar

Gráfica Editora Escolar

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Nova Denúncia de Contrato Suspeito Atinge SEDUC

Mais um pagamento suspeito da Secretaria de Estado da educação - SEDUC vira alvo de denúncias na imprensa da Capital, desta vez é o jornalista Luis Cardoso que publica em seu Blog (veja),  detalhes de um contrato que seria superfaturado, com dispensa de licitação, quer prevê, ainda, um percurso de 654 mil quilômetros em menos de meses. Tudo considerado normal pela nova secretária Olga Simões e pelo superintendente jurídico das três últimas gestões do órgão, o chapadinhense Erik Marinho (foto). 

Veja a matéria abaixo:

“Após informação obtida pelo blog sobre um contrato superfaturado, com dispensa de licitação, entre a Secretaria de Estado de Educação e a Isadora Locadora para transporte escolar indígena, no dia 24 de julho passado, o então secretário Anselmo Raposo suspendeu o pagamento da ordem de R$ 1.752.000,00.

Os alunos transportados seriam das escolas indígenas das cidades de Arame, Amarante e Bom Jesus das Selvas, por um período de 120 dias.

Meses depois, o contrato prevaleceu e a empresa alegou que estava prestando os serviço e reclamava a falta de pagamento. O blog postou diversos recebimento para a Isadora Locadora, conforme informações disponibilizadas pela Seplan, inclusive nos meses de setembro, outubro e novembro.

Na Assembléia Legislativa, durante audiência para tratar da questão da falta de transportes para os alunos, lideranças indígenas denunciaram a ausência dos ônibus.

Estranhamente, agora na gestão da secretária Olga Simão, a mesma empresa foi contratada, sem licitação, para fazer o transporte dos alunos das mesmas nações indígenas por R$ 2.356.440,00, com o prazo de execução até o dia 31 de janeiro de 2011.
 
Duas coisas despertam a curiosidade: o percurso de 654.000 km a ser cumprido no prazo estabelecido, considerando que as aulas se encerram na primeira quinzena de janeiro, e a execução dos serviços em 45 dias. O contrato foi assinado no dia 14 deste mês.

Como se observa, no primeiro contrato, também com dispensa de licitação, o valor era menor e o prazo era maior, de quatro meses, 120 dias. Acima a publicação no Diário Oficial do Estado do dia 20 deste mês.”
 
 

Nenhum comentário:

Arquivo do blog