Chapadinha Gás

Chapadinha Gás

Gráfica Editora Escolar

Gráfica Editora Escolar

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Condenados pela Justiça são evangelizados

por Brendha Gomes
Há dois meses, membros da Primeira Igreja Batista (foto), em Chapadinha, vêm realizando um trabalho evangelista com os detentos da Casa de Detenção Provisória (CDP) e com aqueles que estão em liberdade condicional pagando pena alternativa.

De acordo com o líder da Igreja, Pastor Pedro Villela, o trabalho tem por finalidade re-socializar esses detentos para que eles tenham uma nova perspectiva de vida. A princípio as atividades eram realizadas somente no Fórum Edson Vidgal com palestras para os condenados pela justiça em liberdade condicional.

Com o decorrer do tempo acabou-se tento também a necessidade de fazer um trabalho com os internos da CDP. Todos os domingos, membros da igreja se reúnem no corredor da Casa de Detenção e lá fazem um culto missionário para os setenta e cinco presos.

Ainda segundo o Pastor Pedro, os detentos realizam um trabalho artesanal com canetas em linha. A intenção agora é de incentivarem a comercialização desse produto, doando o material para que eles tenham uma ocupação e não fiquem tão ociosos.

Quando questionado sobre o retorno desse trabalho, o Pastor é enfático ao dizer que: “Não podemos querer um retorno imediato. A salvação é ato, a santificação é um processo. A pessoa escuta a palavra de Deus hoje, e isso vai ficando na sua mente. É como uma semente. Você planta uma semente de laranja hoje e não ver o pé de laranja amanhã. Ela vai crescer, e no tempo certo ela vai dar frutos. Pregar para detentos, é você saber que um dia aquilo vai gerar frutos. E qual é o tempo? O tempo de Deus, que não em o meu tempo”- disse ele.

Doações
Além dos cultos, os detentos recebem doações arrecadadas em roupas, como camisetas, shorts (feminino e masculino), chinelos, absorventes, sabonete e creme dental.

Sabonetes e pastas não podem ser na cor branca, uma vez que podem ser confundidos com drogas. Essas doações são abertas a sociedade.

Quem quiser pode ainda fazer doações me alimentos, pois em todas as reuniões é realizado um lanche com detentos.

Para os interessados em contribuir, as doações podem ser entregues na Igreja Batista, na rua Gustavo Barbosa, Centro.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog